Jovem cristã é agredida no Egito

Após prestar queixa e o agressor ser preso, ela e a família lidam com ameaças

A jovem Marian, de 19 anos, foi agredida enquanto voltava para casa após culto em igreja no Egito. Um homem tentou assediar a cristã e, ao se defender dele, ele a atacou e a agrediu no rosto com uma garrafa. Após o ataque, o agressor e alguns familiares invadiram a casa de Marian e também atacaram os pais idosos da jovem.

A seguidora de Jesus prestou queixa às autoridades, registrou um boletim de ocorrência contra o agressor e ele foi preso. Mas a família do homem tem pressionado Marian para que retire as acusações, ameaçando não só a cristã, como também seus pais.

Esse não é o primeiro caso de cristã que é agredida e perseguida por causa da fé no Egito. Em fevereiro, a Portas Abertas noticiou sobre Jihan, uma seguidora de Cristo que foi atacada pelos vizinhos em Gizé. Durante o incidente, ela foi arrastada pela rua e agredida pelos vizinhos muçulmanos. Além disso, uma jovem cristã foi libertada após ser sequestrada e forçada a abandonar o evangelho. No Egito, país que ocupa do 16º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2021, as agressões e sequestros aos seguidores de Cristo são comuns.

Pedidos de oração