Visite nossos irmãos cubanos

| 01/04/2004 - 00:00

Ir até os cristãos perseguidos é também fortalecê-los

Ir até os cristãos perseguidos é também fortalecê-los


Orar e doar são alguns dos meios para fortalecer os cristãos perseguidos no mundo. Mas visitar esses irmãos é também uma boa opção para esse propósito.

Por isso, Portas Abertas encoraja cristãos a conhecer de perto nossos irmãos de Cuba. O ministério da presença tem ajudado a construir o Reino nesta ilha caribenha.

Para sua viagem, oferecemos algumas dicas de pessoas de Portas Abertas que exerceram o ministério da presença em viagens anteriores. Nós acreditamos que o conselho será útil caso Deus o leve a visitar um dos mais singulares refúgios tropicais do mundo.

Hospedagem e meio de transporte

Os hotéis cinco-estrelas em praias primitivas de Cuba não são recomendados para pessoas que queram ter um encontro com a igreja perseguida. Hotéis modestos em bairros sossegados estão mais perto da igreja sofredora, mas mais sujeitos a vigilância. A melhor opção para indivíduos e grupos de menos de cinco que procuram encontrar a igreja sofredora é ficar em casas particulares.

Pelo menos uma vez por dia pegue ônibus público. Automóveis particulares de amigos, ou amigos dos amigos, para aluguel diário, com motorista incluso é uma boa opção. Caronas são recomendadas apenas a almas aventureiras que falem fluentemente o espanhol.

O que levar:

Bíblias e Novos Testamentos

Livros cristãos adultos e infantis

Roupas, novas e usadas

Sapatos, novos e usados

Itens de higiene pessoal

Vitaminas e remédios que não necessitem de receita médica

Lápis, papel e itens de escritório

Instrumentos musicais

O que fazer:

Orar e adorar com os cristãos cubanos

Ensinar a Bíblia e habilidades pessoais (Inglês, música, costura, mecânica de auto, etc)

O que esperar:

Ver pessoas virem a Cristo

Conhecer pessoas que fazem incríveis sacrifícios por Cristo

Voltar para casa como transformado e vendo o mundo - e as manchetes do mundo - através de novos olhos.

Procuram-se: Bíblias para Cuba

Uma pesquisa informal realizada por visitantes a Cuba no final de 2003 mostra que menos da metade dos membros da igreja evangélica de Cuba tem um exemplar da Bíblia. Apesar do governo ter autorizado a impressão das Escrituras em Cuba há vários anos, persiste a falta de Bíblias na ilha.

Os líderes das igrejas relatam que poucos crentes têm recursos para comprar uma Bíblia. Mesmo assim, as quotas anuais de produção são insuficientes para atender a demanda criada pelo rápido crescimento da igreja cubana. Os pastores dizem que o número de cristãos estrangeiros que levam Bíblias para o país diminuiu muito desde janeiro de 1998, quando o papa João Paulo II visitou a ilha. Após a visita do pontífice, várias pessoas ao redor do mundo acharam erroneamente que Cuba passou a ter completa liberdade religiosa.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE