Violência contra os cristãos se estende do nordeste para o sul do país

| 30/11/2015 - 00:00


30_Nigeria_0270100534

A intensa violência que ocorre no nordeste da Nigéria está se espalhando para o sul, onde o grupo extremista islâmico Boko Haram já matou milhares de cristãos. Militantes conhecidos como ‘fulani’, o maior povo islâmico nômade do mundo, são suspeitos de matar dezenas de cristãos nos estados de Plateau e Taraba, nos últimos meses.

""Os dois estados formam a extremidade oriental do ‘Cinturão do Meio’ da Nigéria, abrangendo a linha pré-colonial e dividindo o norte predominantemente muçulmano da Nigéria, de seu sul que é cristão"", relata um dos analista de perseguição.

Pesquisadores da Portas Abertas concluíram que o padrão da violência fulani na região é inspirado pela mesma ambição que impulsiona o Boko Haram, ou seja, obrigar o mundo não-islâmico a obedecer ao islã.

""Os cristãos nigerianos necessitam das nossas orações, eles precisam saber que não estão sozinhos. Não tem sido fácil, mas eles estão se esforçando muito para não combater fogo com fogo, tentando se defender de uma forma que honre a Cristo"", finaliza o analista.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE