Terremoto deixa mortos e feridos na Indonésia

Duas meninas cristãs ficaram presas entre os escombros

Um terremoto de magnitude 6,2 atingiu a ilha de Sulawesi, na Indonésia. Cerca de 35 pessoas morreram e 650 ficaram feridas, além disso, mais de 15 mil cidadãos deixaram as casas em que moravam. De acordo com o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos, o terremoto foi sentido por cerca de sete segundos, mas não disparou um alerta de tsunami. O tremor aconteceu às 2h18 desta sexta, no horário local (15h18 de quinta, no horário de Brasília).

Casas e hotéis sofreram danos significativos nas cidades de Mamuju e Majene, que juntas contam com cerca de 170 mil habitantes. No incidente, um hospital desabou e cerca de 10 pessoas ficaram presas nos escombros. Durante o terremoto duas meninas cristãs, Angel e Katherine, não conseguiram escapar da casa onde estavam e ficaram presas sob os escombros. As duas são filhas de um parceiro local da Portas Abertas, Axel Fong, membro da Igreja GBI Puncak. Ainda não se sabe o número exato de cristãos que foram afetados pelo incidente.

Uma série de 26 tremores secundários em 24 horas causou ao menos três deslizamentos de terra e interrompeu o fornecimento de energia elétrica na cidade, de acordo com a agência de desastres do país. A Indonésia fica na região conhecida como Círculo de Fogo do Pacífico, com intensa atividade sísmica e por isso são comuns terremotos e erupção de vulcões.

O presidente do país, Joko Widodo, expressou solidariedade às vítimas e familiares através de uma declaração em vídeo. Além disso, o líder pediu que os cidadãos mantivessem a calma diante da situação e que as autoridades continuassem as operações de busca e resgate. 

Pedidos de oração