Repercute o movimento da igreja doméstica com incidente de seqüestro n

| 07/03/2004 - 00:00


A Associação China Gospel melhora relações com o governo e aumenta atividades. Em abril de 2002, a Associação China Gospel (ACG) atraiu a atenção da imprensa mundial quando 34 líderes seus foram seqüestrados pela seita conhecida como Luz do Oriente (que prega que Cristo já retornou à China na forma de uma mulher). Mas o que aconteceu aos líderes da ACG desde então? Para descobrir, Portas Abertas entrevistou recentemente um dos líderes desse movimento de igreja doméstica que se desenvolve rapidamente.

Portas Abertas: O Sr. poderia nos deixar a par do destino de seus líderes?


Porta-voz da ACG:
Louvado seja Deus! No final das contas todos foram libertados. Desde então temos concentrado nossa experiência e feito grandes esforços para erradicar a influência da Luz do Oriente das nossas igrejas com treinamento detalhado. Esta seita é especialista em usar chantagem, drogas, sedução sexual e tortura para infiltrar-se e destruir as associações existentes.


Portas Abertas: Ouvimos falar que, no final das contas, vocês pediram ajuda ao governo. Isso é verdade?

ACG: Sim! Apesar disso ser arriscado, alguns do nosso pessoal foram a Pequim pedir ajuda para garantir a libertação dos nossos líderes. Eles alegaram seus direitos como cidadãos chineses e o governo atendeu. Desde então, o nosso relacionamento com as autoridades melhorou. Não estamos mais na lista negra como seita perigosa, e nossas reuniões não sofrem mais tanta pressão como anteriormente. Entretanto, ainda estamos cautelosos.


Portas Abertas: O Sr. poderia nos dar alguns detalhes do porte de sua associação?

ACG: Somos uma igreja que opera a nível nacional na China. Temos 23 equipes de evangelização em muitas províncias diferentes. Cada equipe é responsável por cerca de 100.000 cristãos. Portanto, temos mais de dois milhões de crentes no total.


Portas Abertas: E quanto ao treinamento?

ACG: Temos agora 32 escolas de treinamento bíblico na China. Temos usado desde 1998 nossos próprios manuais de treinamento básico. Temos três livros-texto: A Fé Cristã, A Vida Cristã e Serviço Cristão.


Portas Abertas: O Sr. poderia falar algo sobre sua estratégia evangelística?

ACG: Nós começamos enviando evangelistas em larga escala em 1995. Desenvolvemos também o que chamamos de evangelismo migratório. Em 1999, enviamos 30 casais casados para começarem uma nova vida em áreas distantes e realizarem o evangelismo pioneiro. Temos agora pessoas trabalhando para Cristo no Tibete, Qinghai, Xinjiang, Guizhou, Yunnan e muitas outras áreas que atingem as minorias nacionais.

Entretanto, esse trabalho não é fácil devido ao atraso e à pobreza dessas regiões. Estamos agora nos concentrando também no evangelismo urbano, no momento em que muitos jovens rurais estão deixando os campos para procurar trabalho nas cidades.


Portas Abertas: Ouvimos muito além-mar a respeito de missionários chineses que estão voltando para Jerusalém. Vocês estão envolvidos?

ACG: Muito! Temos agora 50 crentes num treinamento missionário intensivo. Eles estão preparando-se para irem a países de língua árabe. Estão estudando inglês, manejo de computadores, medicina e negócios. Temos a consciência de que esta é uma das regiões mais difíceis do mundo para alcançar com o evangelho. Somente o amor de Jesus pode mudar o coração dos homens e acabar com o ódio. Somos uma igreja que se prepara seriamente para o trabalho missionário.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE