Será que a Rússia está “brincando com fogo”?

| 30/07/2015 - 00:00


30_Russia

Em junho, a Fundação Jamestown, um instituto dos EUA especializado em pesquisas e análises, concentradas em terrorismo, suspeitou que os serviços especiais russos estejam apoiando o Estado Islâmico (EI), em sua guerra contra a Síria e o Iraque. Os serviços de segurança de Moscou são conhecidos por oferecer refúgio seguro, na própria Rússia, aos radicais islâmicos. Embora não haja provas concretas, o relatório sugere que a Rússia pode até ter sido um dos países criadores do Estado Islâmico.

Rolf, analista da Portas Abertas, adverte: ""Muito do que foi dito pela Fundação Jamestown é pura especulação. Mas há certos fatos que não podem ser negados: não há uma única ameaça contra a Rússia, apesar de o país apoiar o regime do presidente Assad, na Síria. Os ataques relacionados ao EI, nunca foram contra os cidadãos russos, suas cidades ou suas empresas. Além disso, a Rússia nunca foi atacada, apesar do governo oficialmente dizer que o Estado Islâmico é uma ameaça. Tudo isso indica um possível acordo entre as partes”.

Rolf ainda faz o seguinte alerta: ""Se a Rússia se deixou ser ‘guiada e protegida’ pelo EI, podemos dizer que o país está brincando com fogo. A Rússia tem uma minoria muçulmana razoavelmente grande (12,5% da população ou cerca de 17,5 milhões de pessoas fazem parte da religião muçulmana). Se o EI se virar contra a Rússia, encontrarão muitas portas abertas. Para os cristãos instalados em regiões muçulmanas, o acordo atual é benéfico, ou seja, estão livres de ataques. Mas a ameaça do extremismo islâmico está constantemente pairando no ar”.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE