Seminário cristão é atacado em Burkina Faso

As autoridades suspeitam que o incidente foi provocado por jihadistas

| 18/02/2022 - 08:00

Dormitório e outros cômodos ficaram totalmente queimados

Dormitório e outros cômodos ficaram totalmente queimados


O seminário Saint Kisito de Bougui, localizado na região leste de Burkina Faso, foi atacado na noite da última quinta-feira (10). Homens suspeitos de integrarem um grupo radical invadiram o local e atearam fogo em dormitórios, salas de aula e um veículo. Eles ainda roubaram outro carro, pertencente a um líder cristão, durante a fuga. 

No local onde funciona o seminário moram sete professores e 146 seminaristas, mas ninguém foi ferido. Devido à semelhança com os ataques jihadistas anteriores, a suspeita é de que o incidente tenha sido promovido pelo mesmo grupo, aproveitando-se da atual situação política em Burkina Faso. 

Os ataques contra os cristãos são cada vez mais comuns no território e foi um dos fatores que colocou a Burkina Faso em 32º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2022. 

Situação política do país


Saint Kisito de Bougui fica a cerca de oito quilômetros a leste de Fada Ngourma, uma importante cidade comercial no Leste de Burkina Faso e 220 km a leste da capital Ouagadougou, onde o então presidente Roch Kabore foi detido por militares em 25 de janeiro.  

Os militares tomaram o poder de Roch Kabore citando a deterioração da segurança, a incapacidade do presidente de unir a nação e uma resposta ineficaz a desafios como a insurgência islâmica. O tenente-coronel Paul-Henri Sandaogo Damiba foi nomeado "presidente de Burkina Faso, chefe de Estado e líder supremo das Forças Armadas".
 
O golpe contra o Estado é a mais recente turbiulência a atingir Burkina Faso, que sofre com instabilidade desde a independência da França, em 1960. O país está localizado em uma região onde grupos islâmicos têm uma enorme e crescente influência. A sharia (conjunto de leis islâmicas) é informalmente implantada principalmente na região leste do país.

Pedidos de oração 

  • Interceda pelos professores e alunos no seminário Saint Kisito de Bougui, que eles sejam confortados pelo amor de Deus e tenham coragem de continuar os estudos e trabalho.  
  • Clame por Burkina Faso, para que o novo governo do país tenha sabedoria em liderar e tomar decisões de acordo com a vontade de Deus. 
  • Ore para que todas as decisões, leis e decretos que serão feitos contribuam com a liberdade religiosa e protejam todos os cidadãos.
  • Peça pelos cristãos deslocados, para que o Senhor os ajude a permanecer firmes na fé nestes tempos difíceis.
  • Interceda também pelos não cristãos, para que tenham um encontro com Jesus. 

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE