“Sem sua assistência muitos de nós morreríamos de fome”

Veja como as doações de parceiros fazem toda a diferença na vida de cristãos perseguidos da Nigéria

Conversamos com um pastor nigeriano sobre a importância da atuação da Portas Abertas em seu país. Pastor Danjuma começa dizendo que há um ditado em sua região que diz: “É melhor deixar uma criança com fome do que pôr só um pouco de comida em sua boa e não dar o resto”. Ele reconhece o ministério integral da Portas Abertas, que supre as necessidades espirituais, físicas e econômicas dos cristãos perseguidos e destaca a importância de enviar ajuda à Igreja Perseguida da Nigéria devido à séria recessão e inflação que o país atravessa.

Ele afirma: “A economia do país está muito ruim e sem sua assistência muitos de nós morreríamos de fome. Viúvas não poderiam colocar seus filhos na escola se não recebessem a ajuda que chega através de vocês para pagar as mensalidades escolares”. Danjuma explica que a agenda islâmica nos estados onde vigora a sharia (lei islâmica) é varrer o cristianismo do país, e um dos meios que usam para isso é enganar cristãos com empréstimos e outros benefícios materiais que aos poucos os convencem a se tornar muçulmanos e supostamente desfrutar de todas as coisas boas que a vida oferece.

Seu primeiro pedido de oração é que continuemos orando por eles para que possam permanecer firmes na fé apesar da perseguição que enfrentam. O segundo é pelo apoio à educação, pois se mais escolas receberem ajuda da Portas Abertas, o analfabetismo será reduzido. “Como nossos direitos são negados, queremos que nossos filhos tenham boas escolas onde possam se preparar para progredir na vida”, diz. Em terceiro lugar, ele cita a necessidade de apoio a viúvas e jovens, para que recebam empréstimos e assim o índice de pobreza no norte da Nigéria diminua. “Com o microcrédito, cristãos perseguidos podem gerar sua própria renda através do comércio ou agricultura, o que reduz a vulnerabilidade. Seu apoio reacendeu nossa esperança e fortaleceu nossa fé em Deus”, conclui o pastor Danjuma.

Seja parte da resposta
Neste Dia Internacional para Erradicação da Pobreza, você pode ser um instrumento de Deus para que isso seja alcançado na África. Com uma simples doação, você contribui com nosso programa de capacitação socioeconômica e muda a realidade de muitos cristãos perseguidos africanos.

Leia também
Mais uma refém é executada pelo Boko Haram
Data da ameaça para execução de Leah Sharibu se aproxima
Encorajados e fortalecidos por ondas de rádio