Radicais somalis do Al Shabab matam 36 cristãos no Quênia

| 02/12/2014 - 00:00


02_Quenia_0270100107

O ataque aconteceu na cidade de Koromei quando, em um acampamento próximo a uma pedreira, homens fortemente armados separaram os trabalhadores muçulmanos dos cristãos, e dispararam contra estes últimos, declararam fontes policiais ao jornal queniano Daily Nation.

""Nossa equipe está na região para ouvir depoimentos"", afirmou a Cruz Vermelha queniana. Koromei fica a 15 quilômetros de Mandera, uma cidade isolada, próxima da fronteira com a Somália.

O ataque foi reivindicado na Somália pelo Al Shabab, que reiterou que a organização será ""intransigente, implacável e sem piedade"" na luta contra o Quênia.

""Quase 40 pessoas morreram em outro ataque de sucesso executado pelos mujahedins da brigada Saleh Nabhan em Koromei, nas proximidades de Mandera"", disse o porta-voz do grupo, Ali Mohamud Rage.

A ação ""faz parte de uma série de ataques planejados"" no Quênia, segundo o porta-voz.

""É uma resposta à ocupação queniana de terras muçulmanas, assim como às atrocidades cometidas pelo governo deste país"", acrescentou Mohamud Rage.

O grupo Al Shabab, que em 2012 anunciou sua adesão formal à Al Qaeda, luta para instaurar um Estado islâmico wahhabista na Somália e foi incluído, em março de 2008, na lista de organizações consideradas terroristas pelo governo americano.

Leia também
Mombasa volta ao noticiário com ataque religioso


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE