Príncipe Charles condena perseguição a minorias religiosas no Iraque e

| 07/11/2014 - 00:00


7_OrienteMedio_PrinceCharles

As declarações do príncipe sobre a liberdade religiosa foram divulgadas em uma mensagem de vídeo gravada para a organização Aid to the Church in Need, que lançou terça-feira (04) seu relatório Liberdade Religiosa no Mundo – 2014 (leia sobre o documento aqui).

Expondo o assunto na Câmara dos Lordes, o príncipe disse: ""Os acontecimentos terríveis e de partir o coração no Iraque e na Síria trouxeram o tema da liberdade religiosa e da perseguição para os destaques do noticiário internacional. Aprendemos com o desespero da expulsão de cristãos, muçulmanos [moderados] e yazidis de vilas e cidades que seus antepassados ocuparam por séculos”.

""Infelizmente, os incidentes de violência nesses países não são isolados. Eles são encontrados em quase todo o Oriente Médio; em algumas nações africanas; e, em muitos países da Ásia”, continuou ele.

O príncipe tornou-se um dos nomes de maior relevância mundial a conscientizar sobre a perseguição aos cristãos. Em dezembro passado, ele realizou uma recepção na Clarence House, em resposta ""à crescente difícil situação dos cristãos ameaçados pela perseguição no Oriente Médio"".

Mantenha a Igreja viva no Iraque
A Portas Abertas tem trabalhado no Iraque desde 1994. E, hoje, o trabalho é ainda mais urgente e intenso. A Igreja iraquiana precisa de você para continuar viva e cumprir o seu papel. Fortaleça-a em oração e ajude, com sua doação. Mantenha a Igreja viva no Iraque!


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE