Presidente russo mostra disposição em dialogar com EUA

Vladimir Putin falou sobre o assunto em seu comunicado de Ano Novo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, informou em seu comunicado de Ano Novo que Moscou continua aberta ao diálogo com os Estados Unidos, por entender que este é um fator importante para garantir a estabilidade estratégica e segurança internacional, de acordo com agência de notícias Sputinik.

Apesar de em 2017 o presidente russo declarar que esperava normalizar as relações com a potência americana, 2018 terminou sem esse aquecimento entre os dois países. Isso também se deu devido às várias investigações de suposta intromissão de Moscou na política norte-americana. No último ano, Washington também anunciou sua intenção de abandonar um acordo de armas nucleares da época da Guerra Fria – o Tratado das Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF) – que Putin respondeu dizendo que Moscou devolveria novos mísseis.

Depois que os Estados Unidos anunciaram a retirada de suas forças da Síria, a Rússia e a Turquia concordaram em coordenar suas ações no país, incluindo o retorno de refugiados e a criação de uma zona desmilitarizada em Idlib.

Pedidos de oração

Leia também
Mulher é agredida por marido ao se tornar cristã
Cristãos russos continuam sendo perseguidos
Perseguição a minorias religiosas e missionários na Rússia