Perspectiva sobre o futuro da igreja na Índia

| 10/08/2016 - 00:00


 India_1980_0050102120.jpg

Relatórios recentes, publicados pelo governo indiano, mostram que as taxas de suicídio no país estão aumentando entre os dalits, tribais e até mesmo entre os cristãos. Parece que a falta de esperança entre os grupos minoritários da Índia está cada vez mais acentuada. Os líderes cristãos disseram que é preciso ver com mais cautela esses relatórios para entender o motivo pelo qual os cristãos se incluem neles. Mas eles também ressaltaram que os níveis de discriminação que essas comunidades enfrentam são alarmantes.

O Secretário da Comissão Nacional de Bispos Indianos para Dalits e Indígenas, Z. Devasagayaraj, comentou: ""Isso é muito preocupante já que o cristianismo luta tanto pela vida"". O outro grupo excluído socialmente é composto pelos ""dalits"", já discriminados naturalmente pela sociedade indiana. Trata-se do grupo de pessoas que violou o ""sistema de castas"", que determina a função de cada pessoa. Teoricamente, esse sistema foi abolido em 1950, mas ele ainda é praticado e interfere muito na qualidade de vida dos cidadãos.

Os dalits são os ""excluídos"" e são conhecidos como ""intocáveis"", condenados a fazer o ""trabalho sujo"" dentro da sociedade, como limpar esgoto, recolher o lixo ou enterrar os mortos. Ser rejeitado dessa forma não é fácil, mas ser um dalit e cristão ao mesmo tempo, faz com que a pessoa se sinta ainda mais desprezada e humilhada. Daí a suposta explicação para os suicídios no meio cristão. A falta de perspectiva sobre o futuro da igreja na Índia é grande. Em suas orações, interceda pelos cristãos indianos perseguidos.

Leia também
Dalits cristãos são discriminados na Índia
Dalits cristãos perdem os direitos a benefícios do Estado


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE