Ore pelos irmãos que lutam na justiça por seus direitos

| 30/10/2017 - 00:00


30-malasia-vigilia-pelo-pastos-raymond_0500101225

No último dia 19, a Comissão de Direitos Humanos da Malásia (Suhakam) deu início a uma investigação pública de dez dias sobre o desaparecimento do Pastor Raymond Koh, do cristão ex-muçulmano Joshua Hilmy, sua esposa Ruth e do ativista Amri Che Mat

A esposa do pastor Raymond Koh, Susanna Liew, foi chamada a depor no segundo dia. Ela disse que eles eram frequentemente abordados pela imigração e por uma divisão especial da polícia depois que autoridades islâmicas fizeram uma batida na igreja em 2011. Na ocasião, a ONG fundada pelo Pastor Raymond estava fazendo um jantar de ações de graças na igreja com a participação de malaios. As autoridades fizeram uma incursão na igreja porque desconfiavam de que Raymond estava evangelizando muçulmanos, o que é proibido no país.

Em outra frente, a luta contra a proibição do uso do nome “Allah” (palavra usada para designar Deus, em árabe) continua na justiça. Também no último dia 19, o tribunal ouviu o caso de Jill Ireland, que processou o governo após ter 8 CDs retidos na imigração. O caso aconteceu em 2008, quando ela voltava da Indonésia. Os CDs foram apreendidos por conter a palavra “Allah” na língua nacional, que é o bahasa malaio.

Apesar de ela ter reavido os CDs em 2015, o tribunal ainda não conseguiu abordar seus direitos constitucionais de usar a palavra como cristã.

O advogado dela apontou que os cristãos falantes de bahasa não foram nem consultados antes de o governo instituir a lei proibindo o uso da palavra, em 1986. De acordo com um líder da igreja local que testemunhou no tribunal, 60% dos cristãos no país falam a língua bahasa. Então, o advogado alega que a proibição é inconstitucional e discriminatória contra os cristãos. “O uso da palavra, que vinha de gerações, foi tirado sem dar o direito a esta camada da população de ser ouvida”, afirma.

Pedidos de oração

  • Ore para que todos os oficiais de justiça envolvidos nos dois casos realmente ajam dentro da lei e da justiça.
  • Peça para que os advogados sejam corajosos e sábios para lutar pelos direitos dos cristãos.
  • Interceda pela vida dos quatro desaparecidos, para que sintam a presença de Deus onde quer que estejam.
  • Ore por sabedoria para Susanna e Jill conforme elas prestam seus depoimentos. Que sejam esclarecedores.
  • Clame para que a perfeita vontade de Deus seja feita e seu nome seja glorificado no final com o resultado do processo.

Leia também
ONGs muçulmanas acusam cristã de proselitismo
Como vivem os cristãos na Malásia
Cristão vence causa na justiça


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE