O que cristãos russos pensam sobre a guerra contra a Ucrânia?

Cristã russa compartilha seu ponto de vista acerca do conflito de seu país com a Ucrânia

| 05/04/2022 - 08:00

De acordo com a cristã russa, eles são contra a guerra e oram para que Deus intervenha e acabe com a violência

De acordo com a cristã russa, eles são contra a guerra e oram para que Deus intervenha e acabe com a violência


É possível cristãos amarem quando há apenas ódio por todos os lados? Essa é a realidade dos cristãos que vivem na Rússia. Entre eles, está Olya (pseudônimo), uma cristã que compartilhou seu ponto de vista quanto à guerra contra a Ucrânia. Durante a conversa, ela falou sobre si mesma, sua família e igreja em meio à difícil realidade atual. Confira a primeira parte da nossa conversa com ela.

Portas Abertas: Olya, como você vê a situação da guerra entre Rússia e Ucrânia? Como você se sente como cristã?

Inicialmente, eu e minha família não acreditamos que isso fosse verdade. Parecia tão louco e impossível! Com certeza, nós somos contra a guerra e oramos para que Deus intervenha e acabe com a violência. É muito difícil aceitar que nosso país começou a guerra e está “destruindo a casa de alguém”. Outra coisa difícil de aceitar é como isso pode ter consequências severas em todo o mundo.


A primeira semana foi muito difícil pra mim, eu chorava todos os dias ao saber da situação por meio da mídia e das redes sociais. Eles falavam sobre a violência, o sofrimento dos ucranianos, os refugiados e os mortos. Também ouvi que cristãos e igrejas estão sofrendo com a guerra. Isso me fez chorar, sofrer e orar constantemente. Eu não conseguia encontrar paz.


Portas Abertas: Como você e os outros cristãos reagiram? O que fizeram?


Organizamos orações em nossas igrejas e fizemos correntes de oração. Grupos de membros da igreja oraram dia e noite e muitos jejuaram. Não podemos impedir a guerra, nem fazer com que sejamos ouvidos. Não podemos organizar uma revolta contra nosso presidente e governo, afinal, como cristãos, temos que abençoá-los mesmo sendo contra o que fazem. Cremos que há outra forma, uma maneira diplomática de se chegar a um acordo.


Além disso, em nossa igreja, arrecadamos recursos para cristãos ucranianos e os enviamos por meio de um membro da igreja que tinha parentes daquele lado. A igreja ficou muito grata, afinal tem várias pessoas deficientes. Eles compartilharam que o recurso chegou no tempo certo e, com ele, fizeram compras para membros da igreja. Ainda planejamos arrecadar mais recursos, mas no momento não temos como transferir, afinal a fronteira está fechada. Oramos para que haja oportunidade para fazer a transferência.


Para saber mais sobre as dificuldades enfrentadas por Olya e outros cristãos russos em meio ao conflito com a Ucrânia, leia a notícia que será publicada na quinta-feira, dia 7. Além disso, convidamos você a orar pela situação.

  • Peça que Deus intervenha e acabe com a violência dessa guerra sangrenta e sem sentido.
  • Clame para que Deus dê sabedoria e conduza os presidentes e autoridades de ambos países a como lidar com a situação de forma pacífica.
  • Ore para que Deus cuide dos que estão em perigo e sofrendo.
  • Interceda pelos ucranianos que perderam pessoas queridas, e também casas e propriedades.
  • Peça que Deus conforte, cuide e proteja os cristãos e as igrejas na Ucrânia.
  • Ore para que a igreja de Olya consiga transferir recursos para cristãos ucranianos em necessidade.

Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE