Nova lei regulamenta todas as ONGs atuantes no Camboja

| 02/08/2015 - 00:00


02_Vietna_SITE

A Rádio Europa Livre informou que, apesar de todos os esforços para impedir a introdução de uma nova lei no país, o Camboja regulamentou as ONGs. Os críticos da lei alertam que isso pode reduzir drasticamente a capacidade que as organizações não governamentais tem para operarem no país. O Camboja tem cerca de 5 mil ONGs, muitas responsáveis por disponibilizar serviços básicos, em particular aos mais pobres.

Daniel, analista da Portas Abertas, relata: ""Infelizmente, essa notícia chegou até nós. O ocorrido reflete uma tendência regional, na sequência de outros países cada vez mais restritivos, como Laos, Vietnã e Mianmar. Embora a lei tenha sido discutida por algumas partes interessadas, todos se queixaram de que não houve tempo suficiente para os debates gerais”.

Grupos de defesa de direitos humanos, diplomatas ocidentais e as Nações Unidas criticaram a nova legislação que foi apresentada pelo primeiro-ministro Hun Sen. A nova lei dita que as ONGs domésticas e internacionais vão ter de relatar as suas atividades e situação financeira ao governo. Elas também ficam proibidas de realizar atividades que ""perturbem a paz”, estabilidade e ordem pública ou causem dano à segurança nacional, cultura e tradições da sociedade cambojana. Segundo o analista, o fato de ninguém mais poder participar das discussões sobre a nova lei, mostra como a sociedade civil não tem valor algum em Camboja.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE