Polícia de segurança interfere num culto no Vietnã

| 15/03/2004 - 00:00


Na tarde de 4 de março, unidades da polícia de segurança pública cercaram o Teatro Quoc Thanh, na Rua Nguyen Trai, no centro da Cidade de Ho Chi Minh (Saigon), Vietnã, numa tentativa de interromper uma celebração organizada por igrejas domésticas cristãs, informaram os organizadores.

Quando os dirigentes do culto chegaram ao teatro às 16h, o sistema de som e o ar condicionado estavam funcionando bem. Às 17h, cerca de mil cristãos tinham tomado seus lugares no teatro, mas outros quinhentos foram impedidos pela polícia de entrar.

A polícia ordenou então que fosse cortada a energia elétrica do teatro. Os cristãos mergulharam em total escuridão e logo sentiram um calor opressivo com o ar condicionado desligado. Apesar de todos os teatros terem um gerador de reserva para o caso da falta de energia da rede pública, a polícia recusou permitir que o gerente do teatro acionasse o gerador.

Contudo, os cristãos presentes começaram o culto apesar da atmosfera sem ventilação ter ficado muito opressiva. Os cristãos usaram o brilho de seus telefones celulares e a luz dos flashes das câmeras para conseguirem alguma iluminação. Eles notaram que estrangeiros de Cingapura, Japão, Malásia e outros países asiáticos tinham se juntado a eles.

O gerente do teatro, com as mãos apertadas, curvava-se e suplicava aos pastores que dirigiam a reunião para que pedissem às pessoas que fossem embora. Quando perguntado se ele tinha ordens para que pedisse aos cristãos que fossem embora, ele recusou-se a responder.

De acordo com um organizador, Mil pares de olhos identificavam com facilidade muitos membros da polícia de segurança de Saigon à paisana, que parecem ter somente um objetivo - interferir na liberdade de reunião e na liberdade dos cidadãos praticarem a religião. Nós os conhecemos muito bem.

Os líderes da igreja doméstica identificaram alguns dos oficiais da unidade da polícia secreta de segurança sob o comando do Major Bui Thanh Son, que estavam fora e dentro do teatro. Muitos cristãos da igreja doméstica haviam se encontrado com esses policiais várias vezes antes, quando eles invadiram cultos nas igrejas domésticas e maltrataram crentes evangélicos de outras formas.

Os cristãos dizem que, se eles desafiarem a polícia, serão acusados de perturbar a ordem pública ou de atrapalhar um oficial no exercício de sua função.

É a experiência cada vez mais comum de muitos cidadãos vietnamitas pobres que, quando eles são oprimidos, ou suas propriedades confiscadas, ou suas liberdades violadas e eles protestam, serão acusados, disse um líder a Portas Abertas.

Esta não é a primeira vez que a polícia de segurança sabotou um grande culto religioso organizado por líderes de igrejas domésticas. Mas desta vez, apesar de todos os esforços para atrapalhar a reunião, os cristãos persistiram.

A polícia de segurança fez tudo o que pôde para nos deixar no escuro, mas a fé dos nossos cristãos brilhou de qualquer forma, disse um participante. Ao continuar com essas ações vergonhosas contra pessoas pacíficas, o nosso país continuará a perder o respeito tanto de seus próprios cidadãos como da comunidade mundial, disse o líder de uma igreja doméstica.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE