Autoridades fecham igreja cristã em Khoresm

| 05/03/2004 - 00:00


No dia 27 de fevereiro, a comissão administrativa para a região de Khoresm (centro regional da cidade de Urgench) decidiu remover o registro da Igreja Batista dessa cidade, de acordo com informação recebida pelo Forum18. A base para essa decisão foi que a igreja estava trabalhando com crianças e se recusando a enquadrar seu estatuto com o que diz a lei uzbeque sobre a liberdade de consciência e organizações religiosas.

A decisão é conseqüência de uma audiência no dia 27 de novembro de 2003 da comissão administrativa, quando o pastor da igreja batista, Oleg Bader, foi multado em $ 22.000,00, cerca de USD 23,00. Isso equivale a um terço da média do ganho mensal no país. Na audiência, a comissão ordenou que a igreja enquadrasse seu estatuto no que diz a lei sobre religião, dentro de dois meses. O Artigo 3 dessa lei sobre religião proíbe o convite a menores pelas organizações religiosas, bem como a instrução religiosa de crianças contra a vontade de seus pais.

Mas como Oleg disse ao Forum18 no dia 1 de março em Urgench, o ministérico com crianças, na verdade, só acontecia com o consentimento de seus pais. É verdade que alguns pais declararam que seus filhos estiveram no acampamento de verão sem a permissão deles, mas fizeram isso sob pressão do Serviço de Segurança Nacional (ex-polícia secreta da KGB), sendo que esses mesmos pais vieram nos ver na igreja e pedir perdão, disse Oleg. Ele também afirmou que o ministério com crianças foi incluído no estatuto da igreja, que foi registrado junto à mesma administração regional da justiça no dia 30 de dezembro de 1999. Primeiro a administração da justiça registra o estatuto da igreja, e depois de quatro anos pede para que o estatuto seja revisto! reclamou Oleg Bader.

Ele também disse ao Forum18 que caso sua igreja tivesse que revisar seu estatuto, então isso significaria que um novo registro teria que ser feito. Mas na prática - e isso já acontece com outras igrejas - as autoridades irão retardar o registro por vários pretextos, e a igreja em Urgench ficará atuando de forma ilegal no país.

Bader acredita que as autoridades estão procurando alguma desculpa para revogar o estatuto da igreja. Foi particularmente difícil atuar na cidade de Beruni (20km de Urgench), onde a igreja realiza suas reuniões com um ministério de surdos e mudos. Simplesmente não estamos autorizados a nos reunir, mesmo em residências particulares. Uma mulher surda-muda, que abrigou uma reunião em sua residência, foi detida pela polícia por doze horas, disse Bader ao Forum18.

Mas o chefe do departamento para relações com organizações públicas da administração da justiça em Khorezm, Erkin Atayev, insistiu em dizer ao Forum18 que a decisão da comissão em revogar o estatuto da igreja foi baseada inteiramente na lei.

No estatuto da igreja foram encontradas cláusulas que contradiziam a nossa lei. Sim, eu concordo, foi nosso erro registrar esse estatuto com uma cláusula sobre ministério com crianças, mas isso não quer dizer que não temos que corrigir nossos erros. Pedimos à igreja para revisar seu estatuto para que tais excessos não se repitam no futuro. Mas Bader recusou a fazer tal revisão. Nossa política em relação à igreja tem sido a mais indulgente do que em outras regiões. Não removemos o estuto de imediato mas alertamos a liderança por várias vezes. Nossos colegas têm agido de forma mais severa. A Igreja Protestante Paz perdeu seu estatuto logo que um acampamento de verão infantil foi realizado, Atayev informou ao Forum18.

Ele também afirmou que quando os membros da igreja batista perdem o registro eles ficam impedidos, sob a lei, de realizar as reuniões no templo e também nas residências. Com exceção dessa igreja, somente uma associação cristã está atuando em Nukus, que é a Igreja Protestante Coreana.

A igreja em Urgench provavelmente passará por algumas experiências desagradáveis como a Igreja Protestante Paz na cidade de Nukus, capital da região autônoma de Karakalpakstan (250km ao norte de Urgench). A Igreja da Paz passou por quatro batidas policiais desde que perdeu seu registro e foi multadanessas quatro vezes. Desde o ano de 2000, a Igreja Paz tentou obter o registro por três vezes, mas as autoridades recusaram nas três ocasiões por vários pretextos. Sob a lei, a atividade não registrada fica sendo proibida.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE