Ativista protestante sobrevive a tentativa de assassinato no Vietnã

| 15/12/2003 - 00:00


A polícia de Segurança Pública da cidade de Ho Chi Minh (Saigon) supostamente tentou assassinar o Rev. Nguyen Hong Quang por volta das 21h do dia 9 de dezembro simulando um acidente de motocicleta, de acordo com a Igreja Menonita Vietnamita de Saigon.

O Rev. Quang é líder das igrejas domésticas menonitas do Vietnã e um destemido ativista da liberdade religiosa e de outros direitos humanos.

Na mesma manhã cedo, o pastor Quang e outro líder da igreja doméstica haviam se encontrado com Jean Geran, da Agência de Demografia, Direitos Humanos e Trabalho do Departamento de Estado americano, que estava fazendo uma visita, procedente de Washington, D.C., para discutir os abusos à liberdade religiosa. Depois da reunião, os dois líderes da igreja foram encontrar-se com um colega, o Rev. Tran Mai, que vive no centro de Saigon.

Após deixarem o Rev. Mai, a pequena moto na qual o pastor Quang ia de carona com um colega, o evangelista Pham Ngoc Thach, foi deliberadamente fechada por uma moto bem maior dirigida por policiais em roupas civis.

O pastor Quang - que já sobreviveu a ataques anteriores em sua vida - e seus amigos íntimos estão convencidos de que foi uma clara tentativa de neutralizá-lo através do acidente.

Milagrosamente os dois homens não ficaram gravemente feridos. Mas logo depois do acidente, vários policiais armados com rifles, revólveres e bastões elétricos atacaram tanto Quang como Thach. A polícia conseguiu subjugar o evangelista Thach, mas o pastor Quang fugiu a pé e procurou refúgio na casa do Rev. Mai. De lá ele telefonou para a casa de outros líderes para alertá-los do ataque.

O evangelista Thach foi levado para a custódia policial na Área de Thai Binh, Distrito Um, para interrogatório. Sabe-se que ele foi maltratado pela polícia.

Por volta das 23:30h da noite, o pastor Quang conseguiu voltar para casa e organizar um grupo de 16 cristãos para ir à delegacia de polícia fazer uma demonstração pacífica, greve de fome e vigília de oração para exigir a libertação do evangelista Thach.

Enquanto isso, a polícia prendia pelo menos 15 outros obreiros cristãos nos Distritos Sete e Nove de Saigon, bem como na área de Tan Phu, por supostamente distribuírem literatura cristã aos eventos do Vigésimo Segundo Jogos do Sudeste Asiático (Seagames 22) na cidade. O Rev. Tran Mai e o Rev. Le Quang Son, da Igreja do Nazareno saíram naquela manhã, mas não voltaram para casa nem deram notícias a suas famílias.

Cerca de 24 horas depois, perto da meia-noite de quarta-feira, as autoridades soltaram o evangelista Thach, bem como o Rev. Mai e o Rev. Son a quem haviam prendido e mantido em outro local.

Os cristãos continuam na delegacia de polícia a greve de fome e a vigília de oração, exigindo que as autoridades libertem todos os outros obreiros que foram presos e se desculpem incondicionalmente pelas detenções injustas. Os cristãos ameaçaram fazer uma grande manifestação de rua se os detidos restantes não forem libertados na quinta-feira de manhã, hora de Saigon.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE