Cristãos são executados na Coréia do Norte

| 22/01/2007 - 00:00


Relatos indicam que quatro cristãos foram executados por causa de sua fé na Coréia do Norte. De acordo com Mark Kelly, da Imprensa Batista, "a República Democrática da Coréia do Norte é conhecida como um país em que os cristãos são perseguidos por sua religião. Por causa do rígido controle do governo sobre as comunicações, entretanto, apenas algumas raras informações específicas sobre o assunto vêm a público".

Citando Gary Bishop, do Centro Mundial de Tradução da Bíblia, Mark Kelly informa que um homem que trabalhava como evangelista foi executado depois de ter sido capturado portando dois exemplares do Novo Testamento em coreano.

Bishop diz que os cristãos norte-coreanos se sentem cada vez mais desconfortáveis em possuir uma Bíblia. Ele afirmou: "Um homem considerado um evangelista, provavelmente é um evangelista apenas de sua família, mas foi pego com dois de nossos Novos Testamentos em coreano e foi executado por isso".

Bishop afirmou ainda: "Uma mulher e sua avó estavam lavando roupa quando um Novo Testamento apareceu entre as peças. Alguém denunciou o fato e as duas mulheres foram sumariamente executadas. E um general do exército que se converteu foi pego evangelizando os homens de sua unidade e foi executado por um colega oficial".

Perseverança

Segundo Bishop, apesar da opressão - ou por causa dela - Deus parece estar agindo. "Em reação a um governo extremamente opressivo e às injustiças as pessoas estão procurando por uma outra resposta que não o próprio governo. E, creio que isso é o despertar da perseverança dos cristãos da Coréia do Norte dizendo: Nós temos outra resposta. Existe uma outra coisa em que acreditar."

Milhares cristãos norte-coreanos têm sido mortos por sua fé. Muitos deles estão em campos de concentração. De acordo com Gary Bishop, não há sinais de abrandamento da perseguição. "O que se tem é um líder que se auto-proclama deus. Os cidadãos devem adorá-lo diariamente. Essa é a resposta do governo a quem se recusa a cumprir esse dever ou a quem é pego adorando a Deus. E, até onde sabemos, esse tempo não está passando".

Bishop diz que obviamente isso aumenta a pressão sobre os cristãos que fazem o contrabando de Bíblias. "Torna-se cada vez mais difícil conseguir que uma pessoa arrisque sua vida para levar Bíblias à Coréia do Norte". Com os rios congelados, essa é a melhor época para contrabandear Bíblias ao país.

Enquanto a perseguição continua, a instituição de Gary Bishop não tem intenção de parar de enviar Bíblias aos norte-coreanos. "Precisamos começar as reimpressões e deixar os textos prontos enquanto Deus capacita pessoas para levá-los."


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE