Terrorista confessa decapitações

| 14/01/2007 - 00:00


De 10 a 19 de janeiro, publicaremos em nosso site um resumo das notícias que marcaram 2006. Serão 10 dias, cada um com o foco em um país diferente. No final de 2006, os assassinos das três garotas indonésias decapitadas em 2005 declararam sua participação no crime, e foram perdoados pelos familiares.

Em novembro, um dos três réus extremistas muçulmanos admitiu sua participação nas decapitações de três adolescentes cristãs em 29 de outubro de 2005 na cidade de Poso, Indonésia.

Homens portando facões atacaram Theresia Morangke, 15, Alfita Poliwo, 17, Yarni Sambue, 15 e Noviana Malewa, 15 enquanto iam para sua escola cristã. As primeiras três garotas morreram instantaneamente. Malewa teve sérios ferimentos em seu rosto e no pescoço mas sobreviveu ao ataque.

Conhecido apenas como Hasanuddin, o acusado admitiu ter planejado o assassinato como uma "oferta" para celebrar o Idul Fitri, um festival que marca o fim do mês muçulmano de jejum, o Ramadã. As decapitações também foram realizadas como forma de vingar os muçulmanos que morreram durante conflitos inter-religiosos na província de Sulawesi Central entre 1998 e 2001.

O julgamento de Hasanuddin, 24 anos, começou em 8 de novembro em um distrito de Jacarta. Os outros dois cúmplices suspeitos, Lilik Purnomo e Irwanto Irano foram julgados em separado. Todos os três podem ser condenados à pena de morte.

Depois do ataque, os homens colocaram as cabeças das garotas em sacos plásticos pretos, deixando uma cabeça nos degraus de uma igreja na vila de Kasiguncu, e as outras duas perto de uma delegacia a oito quilômetros de Poso. A polícia buscou em vão os assassinos até maio de 2006, quando sete terroristas islâmicos confessaram o crime.

Em 20 de novembro, os pais das garotas falecidas se encontraram com os réus, e uma das mães disse que os perdoava. As famílias abraçaram os terroristas e apertaram as mãos em sinal de paz.

Leia as retrospectivas anteriores:
IRÃ (3º) - Onda silenciosa de perseguição
ERITRÉIA (14º) - Em 2006, Eritréia fecha o cerco
MUNDO MUÇULMANO - Represálias no Mundo Muçulmano
ÍNDIA (26º) - Campanha hindu contra missão no Estado de Rajasthan


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE