Oito líderes de igrejas domésticas são condenados à prisão

| 27/12/2006 - 00:00


Em uma audiência que durou 12 horas no dia 22 de dezembro, oito líderes de igrejas domésticas na província de Zhejiang foram sentenciados de um a três anos e meio de prisão pela corte do distrito de Xiaoshan, cidade de Hangzhou.

A sessão começou às 8h30 e terminou às 21 horas. O veredicto já havia sido preparado pelo governo, antes que a sessão começasse.

Durante a audiência, o líder Shen Chengyi, de 75 anos, caiu no chão e perdeu a consciência. Ele foi mandado ao hospital, para receber os primeiros-socorros.

A pastora Shen Zhuke (filha de Chengyi) foi condenada a três anos e meio de prisão; o pastor Wang Weiliang, a três anos; Feng Guangliang, a dois anos; e Luo Bingliang, a um ano.

Entre os outros quatro julgados estavam Shen Chengyi, Ni Weimin, Shen Jianjian e Guo Lijun (todos são homens). Eles foram sentenciados de um a três anos de prisão, mas a execução da sentença foi adiada. Assim, é provável que eles sejam liberados.

Mais informações sobre o caso podem ser lidas aqui.

Enquanto isso, em outro grande caso, a corte intermediária de Pequim condenou o famoso advogado cristão de direitos humanos Gao Zhisheng a três anos de prisão. Entretanto, a execução da pena pode ser cumprida dentro de cinco anos. Zhisheng foi preso no dia 18 de agosto deste ano por sua atividade de ações institucionais.
 
O presidente da Associação de Ajuda à China disse que essas sentenças são menos pesadas do que o esperado por causa da pressão internacional. Mas, diz ele, "mesmo assim isso não é aceitável. Assim, a comunidade internacional deve exigir que o governo chinês liberte esses líderes inocentes".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE