Pastor Carlos Lamelas vai a julgamento em Cuba

| 04/12/2006 - 00:00


O julgamento do pastor cubano Carlos Lamelas, que ficou preso durante quatro meses este ano, foi marcado para hoje (4 de dezembro), em Havana, segundo informou a Christian Solidarity Worldwide (CSW).

O pastor Carlos Lamelas está sendo acusado de "tráfico humano", mas observadores acreditam que ele está sendo visado por seu posicionamento em favor do aumento da liberdade religiosa em Cuba. A promotoria pública pede uma sentença de nove anos de prisão.

Ex-presidente da Igreja de Deus e membro do Conselho Cubano de Igrejas, Carlos Lamelas declarou que ele e seu advogado acreditam na absolvição, por causa da falta de provas da parte do Estado. Entretanto, eles expressaram preocupação de que a promotoria esteja usando o pedido de Lamelas para deixar o país como evidência contra ele. O pastor fez o pedido logo após ter passado quatro meses na cadeia.

Cubanos que defendem questões de direitos humanos freqüentemente são visados e muitos têm sido presos desde a repressão em massa de 2003.

Naquele ano, mais de 75 ativistas em todo o país foram presos e sentenciados a mais de 25 anos de prisão. O caso de Carlos Lamelas é incomum, entretanto, uma vez que, até aqui, o governo de Cuba não tem visado líderes religiosos. É particularmente digno de atenção o fato de que a denominação de Lamelas pertence ao Conselho Cubano de Igrejas que, historicamente, desfruta de laços próximos ao regime cubano.

Restrição da liberdade religiosa

O caso do pastor Carlos Lamelas parece ser parte de um movimento amplo para restringir a liberdade religiosa ao redor do país. Vários pastores e padres relataram um aumento da interferência incômoda do governo e alguns deles relataram o fechamento forçado ou a destruição de igrejas.

Pelo menos um outro líder de igreja, também de uma denominação pertencente ao Conselho Cubano, foi forçado a fugir do país no último verão e pediu asilo na Europa, informou a CSW.

Mervyn Thomas, diretor da CSW, disse: "Insistimos que o governo desista das acusações contra o pastor Lamelas e que permita que ele leve uma vida normal com sua família, livre de importunações. Esperamos que a comunidade internacional acompanhe de perto esse processo e que, se esse julgamento for adiante, as várias embaixadas no país requisitem o direito de assistir e observar o processo. Nossas orações estão voltadas para o pastor Lamelas e sua família durante esse tempo difícil".

Pedidos de oração:

 Peça a Deus que esteja com o pastor Carlos e sua família em todo tempo.
 Ore para que os advogados tenham a sabedoria necessária para defender esse caso e para que o Espírito Santo de Deus inspire suas palavras e suas ações durante todo o processo.
 Ore para que haja justiça nesse caso e para que todo o país seja alvo da misericórdia de Deus.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE