Dois cristãos são julgados em Istambul por insultos ao Islã e à Turqui

| 24/11/2006 - 00:00


Um processo contra dois turcos cristãos, acusados de terem insultado o Islã e a identidade nacional turca durante atividades missionárias, foi aberto nesta quinta-feira em Istambul, informou a agência de notícias Anatolia.

Hakan Tastan e Turan Topal, da igreja protestante de Istambul, foram indiciados pela justiça turca após a apresentação de queixas sobre suas atividades missionárias entre os estudantes de Silivri, um bairro de Istambul, indicou a Anatolia. (Leia mais.)

Segundo a peça de acusação, os dois homens teriam declarado que o Islã é uma religião primitiva e uma impostura, uma fonte de terrorismo, e que os turcos, que cometeram vários massacres de cristãos na História, são uma tribo maldita e não poderão se livrar da barbárie aderindo ao Islã.

Os acusados rejeitaram essas acusações, assegurando que estavam apenas difundindo a mensagem da Bíblia, contou a Anatolia.

O processo, aberto no tribunal de Silivri, foi adiado.

As atividades missionárias não são ilegais na Turquia, mas são geralmente hostilizadas.

Missionários, não toquem nas escolas e nas crianças, dizia uma bandeira erguida por um grupo de manifestantes diante do tribunal, segundo a Anatolia.

A questão da liberdade religiosa da minoria cristã da Turquia deverá ser abordada durante a visita do Papa Bento XVI a este país, entre os dias 28 de novembro e 1º de dezembro.

A União Européia, da qual a Turquia deseja fazer parte, também quer que Ancara respeite os direitos das minorias não-muçulmanas.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE