Adolescente cristão iraquiano é morto por extremistas

| 31/10/2006 - 00:00


Um adolescente cristão assírio foi decapitado enquanto estava no trabalho, segundo relatos da agência de notícias Assyrian International (AINA, sigla em inglês).

A agência informou que Ayad Tariq, um cristão assírio de 14 anos, de Baqouba, foi decapitado em seu local de trabalho no dia 21 de outubro.

O jovem cristão estava cumprindo seu turno de 12 horas, dando manutenção em um gerador elétrico, quando um grupo de insurgentes muçulmanos disfarçados chegou, logo no começo do expediente, pouco depois das 6 horas, e pediu para ver sua carteira de identidade de Ayad.

De acordo com um empregado que testemunhou os acontecimentos e que se escondeu quando notou a aproximação dos insurgentes, depois que eles viram na carteira de identidade que Ayad "era cristão", começaram a discutir com o rapaz. Eles perguntaram se ele era realmente um "pecador cristão".

Ayad, segundo foi relatado, replicou: "Sim, eu sou um cristão, mas não sou um pecador". Os insurgentes imediatamente disseram: "Imundo pecador cristão!" Em seguida eles começaram a amputar cada um dos membros do rapaz enquanto gritavam: "Alá é grande! Alá é grande!"

No Iraque os cristãos, como os demais cidadãos, são obrigados a portar carteiras de identidade que declaram sua fé, o que representa um risco constante para os cristãos iraquianos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE