Cristão vietnamita morre na prisão após ser torturado

| 10/10/2006 - 00:00


Um cristão montagnard (degar) morreu em uma prisão vietnamita após ser severamente torturado. Segundo a Fundação Montagnard, que divulgou as notícias, Thup faleceu na prisão Trai Ba Sao, em Ha Nam. Em 24 de março de 2004 o homem foi preso e em 24 de fevereiro de 2005 ele foi condenado a 10 anos de prisão, por supostamente "ofender a ordem pública". Oficiais contaram à família do falecido que ele morreu em 30 de agosto último.

De acordo com a Fundação Montagnard, sabia-se que Thup era severamente torturado na prisão. Sua esposa e parentes pediram aos oficiais que lhes entregassem o corpo de Thup para enterrá-lo, mas tiveram a solicitação recusada. Apesar disso, o vilarejo em que Thup vivia enterrou simbolicamente suas roupas em 1º de setembro e lamentou sua morte.

Como um étnico degar, Thup pertencia a um grupo perseguido pelo governo vietnamita. Os degars são privados de suas terras por causa de sua fé cristã e, pela mesma razão, têm enfrentado torturas na prisão.

Conforme a organização, mais de 350 degars ainda estão presos e sofrem pressão para negar sua fé ou emigrar para o Camboja.

Em uma nota destinada à imprensa emitida pela Fundação Montagnard, depois da morte de Thup, a comunidade degar fez um apelo a "todos os governos, especialmente os Estados Unidos, que agora estão negociando e comercializando com o Vietnã, para que façam o máximo para evitar que o nosso povo morra na prisão".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE