Portas Abertas leva socorro aos cristãos de Dutse

| 10/10/2006 - 00:00


Em setembro, extremistas islâmicos criaram um tumulto em Dutse, no Estado de Jigawa, queimando 14 igrejas e saquearam outras duas. O ataque feriu seis pessoas e deixou dois mil cristãos, incluindo 16 pastores, desalojados. Pelo menos 80 lojas de cristãos foram vandalizadas e outra propriedade valendo milhões de nairas (moeda nigeriana) foi destruída. Esse é o terceiro episódio de violência contra os cristãos desde que a lei islâmica sharia foi implementada no Estado, em 2001.

A Portas Abertas começou a distribuir ajuda emergencial no início deste mês para as vítimas cristãs, a fim de aliviar suas necessidades imediatas. As famílias estão recebendo comida e roupas. A ajuda servirá para a troca de móveis destruídos, reconstrução das paróquias destruídas e substituição materiais de estudo perdidos no ataque.

Tudo começou com uma discussão religiosa que uma mulher cristã chamada Jummai teve com alguns clientes de sua alfaiataria. Depois de ouvir alguns desaforos sobre Jesus, Jummai disse que Cristo havia ressuscitado, enquanto Maomé continuava no sepulcro. Essa resposta chegou ao ouvido de outros muçulmanos que, enfurecidos, disseram que Jummai deveria ser apedrejada.

Para ler essa história completa, clique aqui.

Partilhando do sofrimento do Corpo

Um representante da Portas Abertas visitou Dutse para avaliar a necessidade dos cristãos afetados pela violência. Embora ninguém tenha morrido no ataque, a violência teve repercussões imensas para os cristãos. Aqueles que perderam suas propriedades buscam refúgio nos quartéis da polícia.

Alguns dos pastores que a Portas Abertas encontrou tinham apenas a roupa do corpo. Alguns deles perderam suas casas, e foram acomodados por outros membros da igreja. Outros ainda decidiram ficar nos prédios danificados pelo fogo.

"É crucial que a Igreja em Dutse saiba que não está sozinha. Dando-lhes uma ajuda agora, no momento de sua maior necessidade, estamos fazendo com que eles se lembrem que são parte do Corpo de Cristo. Partilhamos do sofrimento deles", disse o diretor de operação da Portas Abertas na África Subsaariana.

O trabalho de encorajamento, feito pela Portas Abertas com a Igreja em Dutse, não irá terminar com essa ajuda material. Ele também inclui aconselhamento espiritual aos cristãos que ficaram traumatizados.

Pedidos de oração pela Igreja de Dutse:

 Ore para que os líderes da Igreja tenham a graça de continuar a ministrar ao seu rebanho apesar da tribulação que eles mesmos suporta.

 Ore para que a Igreja reaja a esses ataques de uma maneira cristã.

 Ore para que a ajuda emergencial que a Portas Abertas oferece seja vista como um presente de Deus, e que ela encoraje os cristãos, fazendo-os saber que eles não foram esquecidos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE