Papa manifesta "profundo respeito" a muçulmanos

| 25/09/2006 - 00:00


O papa Bento 16 se encontrou com enviados de nações muçulmanas, em uma tentativa de contornar a crise nas relações entre o Vaticano e o Islã, causada por uma palestra feita pelo sumo pontífice na Alemanha no início deste mês.

O papa expressou "total e profundo respeito" pela fé muçulmana e disse que o diálogo entre as duas religiões é vital para o futuro.

Em resposta, o embaixador do Iraque, Albert Yelda, disse que era tempo de deixar o ocorrido para trás e construir pontes entre as religiões.

O papa destacou seu profundo respeito pelos muçulmanos em todo o mundo. Isto era o que estávamos esperando, acrescentou o diplomata.

O encontro buscou a reconciliação depois das reações tensas de comunidades muçulmanas em várias partes do mundo e de diversas exigências de retratação.

No discurso que fez na universidade de Regensburg, Bento 16 citou um texto do século 14 que definia Maomé como portador de coisas más e desumanas como a difusão da fé por meio da espada.

Leia mais no BBCBrasil


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE