Polícia prende muçulmanos envolvidos em destruição de igreja

| 08/09/2006 - 00:00


A polícia de Sharaqpur prendeu quatro homens acusados de atacar uma igreja protestante e de agredir mulheres e crianças cristãs na aldeia Mominpura Thaiki. A informação foi dada por Joseph Francis, coordenador do Centro para Ajuda Legal e Assentamento (CLAAS, sigla em inglês).

O incidente aconteceu em 12 de agosto, quando pelo menos 30 muçulmanos armados, vindos de outra aldeia, atiraram granadas de mão contra a Igreja Apostólica, fazendo desmoronar paredes e teto. Eles atearam fogo a duas casas próximas, profanaram livros sagrados, tiraram bens da igreja e arrastaram Bashir Masih, que tentou impedi-los. Os muçulmanos levaram também 25 cabeças de gado.

Mominpura Thaiki abriga 65 famílias cristãs e 10 muçulmanas. Os muçulmanos da aldeia defenderam os vizinhos cristãos e forçaram os agressores a fugir.

Joseph Francis afirmou que a polícia deteve quatro homens - Yaqoob Meher, Manzoor, Arshid e Punoo, que deram os nomes de 16 outros agressores.

"Bashir Masih foi encontrado e 10 animais foram recuperados. A polícia permanece na aldeia para dar proteção, mas não reconstruiremos a igreja até que aqueles que a destruíram estejam atrás das grades", declarou o coordenador do CLAAS.

Disputa de terras

A aldeia passou por um ataque semelhante em 7 de agosto, mas, naquela ocasião a polícia deixou de agir.

A causa da violência é que o terreno da aldeia é cobiçado por Mehr Yaqoob, um rico muçulmano proprietário de terras.

Em ocasiões anteriores, ele tentou tomar o terreno forjando documentos de venda, mas os moradores locais conseguiram impedi-lo nos tribunais.

"Enviamos uma carta ao ministro de Punjab em 24 de agosto, solicitando a posse da terra para aqueles que vivem e trabalham nela desde 1988 para prevenir outras disputas", afirmou Francis Joseph


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE