Nova lei impõe duras restrições aos cristãos argelinos

| 01/09/2006 - 00:00


De acordo com um decreto presidencial, uma nova lei sobre "a prática de outros cultos que não o muçulmano" deve ser imposta em setembro de 2006. De acordo com essa lei, toda tentativa de influenciar muçulmanos a mudar de religião será punida severamente. Todos os cultos apenas serão permitidos dentro das estruturas registradas pelo Estado. Isso significa que as igrejas domésticas, os encontros ao ar livre e os cultos em propriedades alugadas serão proibidos.

Os cristãos envolvidos na confecção, armazenagem ou distribuição de impressos ou produções audiovisuais serão punidos com pena de prisão de dois a cinco anos e multas entre 5 mil e 10 mil euros.

Nas últimas semanas, as tensões provocadas por islâmicos têm aumentado. Duas comunidades de cristãos foram ameaçadas pelas autoridades locais de enfrentar retaliações se não interrompessem seus cultos.

Nos últimos dias, um casal que já tinha sido ameaçado foi atacado. A esposa foi ferida na cabeça e estrangulada com um fio. Felizmente, ela sobreviveu, mas está em estado de choque. Ela descreveu seu agressor como "um homem de barba". Um muro foi pichado com os dizeres: "Juízo de Deus", esbullah. Essa é a primeira vez que agressões desse tipo acontecem na região de Bejaia. Os cristãos estão bastante preocupados.

Pedidos de oração:

 Ore para que a lei não seja imposta com todas as suas restrições.
 Ore pelo governo da Argélia.
 Ore pela Igreja na Argélia, que está crescendo, mas ainda é muito pequena (7 mil a 10 mil cristãos).
 Ore pelo povo islâmico, para que eles reconheçam que, ao perseguir os cristãos, eles estão ofendendo a Deus.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE