Dois cristãos protestantes são presos no Laos

| 18/08/2006 - 00:00


Dois cristãos protestantes foram presos no sul do país. De acordo com o Movimento de Direitos Humanos do Laos (LHRM, sigla em inglês), a prisão teve o objetivo de interromper o trabalho de evangelização de A-Kouam, 60, e A-Vieng, 35. Eles foram detidos em 11 de agosto e estão sendo mantidos em Depone, na província de Savannakhet.

De acordo com fontes confiáveis citadas pelo LHRM, "a prisão dos dois homens destina-se a deter a difusão da religião cristã, especialmente entre as minorias religiosas".

O LHRM, que tem sede em Paris, lamentou o fato de que no Laos "a liberdade religiosa ainda é muito limitada e as minorias religiosas são vítimas de intimidação, ameaça, prisão e violência, tanto física quanto moral".

Nos últimos anos, dezenas de protestantes foram presos. A Igreja Católica também tem sido submetida a um rígido controle.

Ideologia questionada

O medo das autoridades comunistas do Laos de perder o apoio na população explica a repressão anticristã, no momento em que mais e mais pessoas estão começando a questionar a ideologia do partido.

De acordo com organizações cristãs que atuam no país, o número de igrejas está aumentando, apesar das campanhas de perseguição.

Desde 1975, o Laos é governado pelo Pathet Lao, o Partido Comunista laotiano. Depois de sua ascensão ao poder, todos os missionários estrangeiros foram expulsos e a religião passou a ser perseguida.

Apesar de uma maior abertura econômica nos últimos anos, o controle do partido sobre a sociedade e a religião permanece rígido.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE