Líderes cristãos pedem orações pelo Sri Lanka

| 12/08/2006 - 00:00


Enquanto as divulgações da mídia voltam sua atenção para o conflito no Oriente Médio, o líder da Aliança Evangélica Mundial (WEA) faz um apelo solicitando que a comunidade cristã ore pela nação-ilha do Sri Lanka que tem sido destruída pela guerra.

"Por favor, ore por este país e pelos cristãos que arriscam suas vidas para alcançar e cuidar das pessoas atingidas nesse conflito civil", pediu Geoff Tunnicliffe, diretor internacional da rede evangélica de igrejas.

Enquanto a atenção mundial está centrada nos eventos igualmente trágicos no Oriente Médio, pouca cobertura da imprensa está sendo dada à guerra civil no Sri Lanka que está atingindo um grande número de inocentes e deslocando milhares de pessoas no país-ilha".

Os funcionários da agência de auxílio informaram, na segunda-feira, que 15 civis tamil que trabalhavam para a agência de auxílio francesa Ação Contra a Fome foram encontrados mortos no nordeste do Sri Lanka depois de haver violentas batalhas entre rebeldes e o governo por suprimentos de água.

Conforme a Associated Press, os funcionários da agência - 11 homens e quatro mulheres - estavam realizando um trabalho de socorro pós-tsunami na cidade litorânea de Muttur, lugar onde batalhas violentas aconteceram, levando o país ao extremo da guerra civil.

Em um relato da Aliança Cristã Evangélica Nacional do Sri Lanka (NCEASL), o secretário geral Godfrey Yogarajah descreveu o sofrimento do povo no país, afirmando que o mundo desconhece.

"Mais uma vez a guerra iniciou no Sri Lanka", declarou Yogarajah. "Está acontecendo um conflito muito sério. Todos os dias os civis são capturados no fogo cruzado e estão morrendo em grandes números. Milhares de civis estão deslocados. Nossos funcionários estão trabalhando noite e dia para enviar suprimentos, medicamentos e socorro às regiões atingidas pela guerra".

"Estamos no escritório trabalhando para conseguir aprontar mil sacolas de auxílio a fim de enviar esta noite para o leste do Sri Lanka", acrescentou ele.

Poucas notícias

Segundo Yogarajah, duas igrejas e várias escolas onde as pessoas estão se refugiando foram atingidas durante o conflito e foram quase que totalmente destruídas, resultando em consideráveis perdas de vida e de propriedade.

"Centenas de feridos precisam de assistência médica, mas não podem sair da zona de conflito", informou o líder evangélico. "Uma ambulância foi atingida no fogo-cruzado e todas as pessoas que estavam nela morreram. Também estão acontecendo bombardeios aéreos nessas áreas. Os mais atingidos são mulheres e crianças. Muitos estão sendo alistados compulsoriamente para lutar, inclusive as crianças".

Yogarajah pediu que os cristãos orem por esta situação.

"Poucas notícias saem do Sri Lanka", disse ele.

Apesar de Yogarajah saber que a BBC havia contado algumas histórias incluindo a declaração de Kofi Annan, solicitando a interrupção das hostilidades, o líder da NCEASL afirmou que "muitas destas notícias enfocam os eventos no Líbano e em Israel enquanto a guerra no Sri Lanka não tem recebido muita publicidade".

"Conseqüentemente", acrescentou ele, "o mundo desconhece o sofrimento do povo aqui. Farei o melhor para mantê-los informados. Obrigado por suas orações".

No seu pedido, Tunnicliffe solicitou que os cristãos se lembrassem do povo do Sri Lanka e "sustentassem seus irmãos em oração".

"Que haja um fim pacífico e rápido na guerra e no derramamento de sangue".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE