Cristãos socorrem e evangelizam famílias afetadas pela guerra

| 26/07/2006 - 00:00


O ministério A Bolsa do Samaritano (The Samaritan"s Purse) está ajudando famílias a fugir de suas casas no sul do Líbano, pois a luta entre Israel e os terroristas do Hezbollah aumenta. Mais de meio milhão de pessoas foram deslocadas da região desde o começo dos conflitos, há duas semanas.

Muitas das famílias deslocadas pela violência se abrigaram em escolas, prédios públicos ou estão a céu aberto. O Samaritano está operando através de seus parceiros de ministério na área, providenciando para as famílias necessitadas alimentos, utensílios de cozinha, cobertores e outros itens.

Ken Isaacs, do Samaritano, diz que a situação no sul do Líbano é grave: Materiais, recursos, alimentos que entram no país - está tudo suspenso agora. Segundo algumas reportagens que li, estima-se que no país haja alimento suficiente para quatro a seis semanas."

Enquanto isso, Ken diz que o custo da comida e de outros itens diários subiu dramaticamente por causa do conflito. O preço de tudo subiu entre 500% a 600%, e muitas mercadorias - estou falando do dia-a-dia de Beirute - simplesmente não estão disponíveis. Então, está ficando difícil comprar as coisas para ajudar as pessoas."

A Força Aérea e a Marinha de Israel têm atingido Beirute, fechando de fato o aeroporto, o porto da cidade e muitas rodovias. Os cristãos no Líbano e na Síria esperam que mais refugiados saiam do sul do Líbano nos próximos dias, mas o êxodo tem sido atrasado pelas estradas obstruídas e pelas pontes destruídas.

Evangelho em meio à crise

Mas, em meio ao que se tem chamado de uma crise humanitária de grandes proporções, A Bolsa do Samaritano continua a evangelizar, por meio de seus parceiros, as pessoas abaladas pela guerra no sul do Líbano. "Neste exato momento", diz Ken, "estamos apoiando uma rede de seis pastores e mais de 20 voluntários que trabalham em escolas".

Uma coisa que têm sido interessante, segundo Ken, é que "muitos muçulmanos perguntam: Por que vocês cristãos estão fazendo isso?. Isso tem dado início a muitos diálogos". Ele diz que a crise amoleceu os corações de muitos muçulmanos no Líbano para as verdades espirituais do evangelho de Jesus Cristo.

Ken também observa que algumas famílias muçulmanas pediram Bíblias. Nós fazemos o que é possível. Como eu disse, é uma situação muito difícil e os recursos são escassos agora.

A Bolsa do Samaritano pede que os cristãos de outros países ajudem, apoiando esses trabalhos de evangelismo, e orando pelos cidadãos israelenses e libaneses que se encontram nesse conflito na Terra Santa. O ministério pede que os cristãos orem pelos cristãos daquela área, pois eles ministram às famílias que sofrem; e que orem para que esses obreiros cristãos sejam eficazes em compartilhar o evangelho.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE