Igreja vietnamita sofre com sucessivas invasões policiais

| 28/06/2006 - 00:00


As crescentes ameaças que a Igreja do Evangelho Pleno da província de Thanh Hoa tem recebido por parte de autoridades do governo e da segurança pública culminaram com uma batida policial durante uma reunião de oração, no dia 18 de junho. De acordo com a Campanha do Jubileu, vários membros foram brutalmente agredidos e acabaram presos.

Um assessor de imprensa da Campanha do Jubileu declarou: "Ficamos sabendo que nosso contato, um advogado em Hanói, atraiu a atenção de autoridades do Partido Comunista e da Segurança Pública na capital por causa de suas reportagens sobre a liberdade religiosa, algumas das quais foram publicadas no site da BBC. Alguns temem que nosso contato, David, esteja em perigo de ser preso ou algo pior".

O contato da organização em Hanoi diz: "A Segurança Pública do Vietnã em Thanh Hoa recentemente baniu todas as atividades evangélicas, e agrediu brutalmente os membros da Igreja Evangelho Pleno".

"A Congregação do Evangelho Pleno em Thieu Vien Hamlet, cidade de Theiu Hoa, província de Thanh Hoa funciona desde 1999. Até recentemente eles eram autorizados a conduzir suas atividades sem problemas. Entretanto, tudo passou a ser diferente a partir de 9, de abril de 2006 quando a polícia interrompeu uma reunião doméstica levando os membros até a delegacia. Todos foram instruídos a não comemorar a Páscoa. No dia 16 de abril, membros da igreja tiveram que comemorar a data em segredo e em um local diferente".

No dia 23 de abril, a polícia novamente deteve todos os membros da igreja, depois de ter interrompido a reunião. O incidente se repetiu em 30 de abril.

Em 5 de maio, o Pastor Ho Duc Tuan, da Igreja do Evangelho Pleno, compareceu a uma reunião de oração com os membros da congregação. A polícia mais uma vez interrompeu o culto levando todos à delegacia, onde membros da igreja foram insultados verbalmente e detidos até a uma da tarde.

A organização também informou que no dia 14 de maio, dois membros da igreja, Nguyen Trung Ton e Nguyen Viet Thang, estiveram na casa da senhora Minh, também membro da igreja, para estudar a Bíblia. As autoridades levaram os dois cristãos, Minh e duas pessoas da família dela até a delegacia para serem interrogados. Lá, eles foram avisados de que a cidade de Thieu Vien Hamlet não tolera o protestantismo.

No dia 26 de maio, Minh entrou com um pedido de registro para as atividades religiosas junto ao Comitê Popular, mas sua petição foi rejeitada.

A polícia novamente interrompeu a reunião, em 28 de maio, levando todos os membros da igreja à delegacia. Eles tiveram que preencher um boletim antes de ser liberados.

Em 4 de junho, a congregação se reunia na casa de Minh quando a polícia interrompeu a reunião e levou todos à delegacia. No caminho, a polícia brutalmente agrediu vários membros da igreja. Alguns membros chegaram a sangrar, entre eles: Le Thi Dc, Nguyen Thi Le e Nguyen Thi Nhan. Os cristãos ficaram detidos na delegacia e não puderam nem fazer uma refeição. A polícia ainda apreendeu as bicicletas de todos e deu ordem para que parassem de freqüentar a casa da senhora Minh para reuniões de oração.

Por fim, na manhã do dia 18 de junho, às 8h30, a Polícia da Segurança Pública invadiu a casa da senhora Minh, prendendo Nguyen Trung Ton, Had Ngoc Si, o senhor Nhan e a senhora Lan. Eles ficaram detidos e não puderam almoçar. Às 4 horas da tarde, um oficial da Segurança Pública chamado Nguyen Manh Hoe levou todos os detidos para serem interrogados. Ele agrediu Trung Ton e Had Ngoc, que ficaram muito machucados.

A Campanha do Jubileu afirma: "Todos foram forçados a assinar uma declaração de que não mais iriam freqüentar a casa da senhora Minh para estudos bíblicos. Eles foram liberados por volta das 18 horas. Outros policiais da Segurança Pública envolvidos na prisão e na agressão incluíam o subchefe Bui Cong Minh e os oficiais Tran Kiem, Hung, Thruc, Vinh, Nam".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE