Pesquisa revela distância entre muçulmanos e ocidentais

| 23/06/2006 - 00:00


O embate entre muçulmanos e ocidentais está se intensificando à medida em que os muçulmanos tornam-se cada vez mais amargurados com o Ocidente e seus moradores, afirmou uma grande pesquisa realizada em 13 países.

A pesquisa, divulgada na quinta-feira pela organização independente Pew Global Attitudes Project, mostrou que cada lado culpava o outro pela deterioração das relações, uma tendência apontada pela recente polêmica em torno da publicação de charges retratando o profeta Maomé.

Mas as 14.030 entrevistas realizadas entre 31 de março e 14 de maio também destacaram alguns aspectos positivos, entre os quais a diminuição do apoio ao terrorismo em alguns países muçulmanos e opiniões majoritariamente favoráveis aos muçulmanos na França, na Grã-Bretanha e nos EUA.

Em geral, os muçulmanos sentem-se mais amargurados em relação aos ocidentais do que o contrário, disse o relatório divulgado pelo Pew Project, cuja sede fica em Washington.

A opinião dos muçulmanos em relação ao Ocidente e aos ocidentais tornou-se mais negativa no último ano e, em grandes números, os muçulmanos culpam os ocidentais pelas relações tensas entre os dois lados.

A pesquisa descobriu que grande parte da população de quase todos os países muçulmanos considerava os ocidentais violentos, imorais e gananciosos, mas que uma maioria sólida dos muçulmanos indonésios, jordanianos e nigerianos tinha uma opinião positiva sobre os cristãos.

Leia mais no UOL.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE