Pastor Nguyen ameaça processar o governo depois do ataque

| 30/05/2006 - 00:00


O pastor da Igreja Menonita do Vietnã, Nguyen Hong Quang, que teve sua igreja invadida por forças de segurança em 22 de maio, sofreu contusões severas na coxa e no estômago, e disse à igreja que irá processar o governo comunista.

Segundo uma declaração que a agência de notícias BosNewsLife recebeu, o pastor dizia: "A igreja menonita tem evidências suficientes para processar o governo comunista do Vietnã perante qualquer tribunal internacional". Não ficou claro quando o pastor estará apto para iniciar os procedimentos judiciais, e nem se ele fará isso mesmo.

Ele fez os comentários um dia depois de o BosNewsLife publicar detalhes sobre filmagens que mostravam como dezenas de forças de segurança - incluindo a polícia e agentes secretos - atacaram a igreja e a casa de Nguyen.

Amigos disseram que membros da família, incluindo bebês, e membros da igreja foram agredidos ou eletrocutados pelas forças de segurança. Eles empunhavam cacetetes e bastões de choque.

Seriamente feridos

Diversos membros da igreja foram seriamente feridos, pois foram empurrados de uma altura de cinco metros, caindo em um chão de concreto. O BosNewsLife disse que, no vídeo que assistiu, podia-se ouvir mulheres chorando enquanto as forças de segurança agrediam os cristãos. Um policial tentou destruir o teto de metal da casa usando um martelo.

O pastor, que se tornou conhecido por sua luta pelos direitos humanos e religiosos no Vietnã, foi detido com ex-prisioneiros menonitas: Pham Ngoc Thach, Nguyen Huu Nghia e Le thi Hong Lien. Eles foram libertados na tarde seguinte.

Reformas na casa

Nguyen havia recebido permissão da prefeitura para "elevar" sua casa por causa das enchentes, que destruíram o chão da casa. A polícia se opôs ao uso dessa autorização. Durante o ataque, as autoridades afirmaram que a obra de construção excedia a área autorizada. Os cristãos acham que a verdadeira razão do ataque esteja na hostilidade das autoridades para com os cristãos.

"Essa é a minha casa, minha propriedade, e eu tenho todo o direito de morar aqui", dizia o pastor Nguyen. Ele também perguntou aos invasores se eles tinham algum mandado de busca ou de prisão.

Nguyen prometeu lutar contra a situação. Ele disse: "Vivendo nessas condições sufocantes e miseráveis, prometo lutar e morrer exatamente aqui".

No entanto, a casa de Nguyen foi totalmente destruída pelo grupo de policiais, disse Viet Si, amigo do pastor e ativista do Movimento Internacional pela Liberdade e Democracia no Vietnã.

As autoridades vietnamitas não reagiram aos últimos acontecimentos. No passado, elas chegaram a negar a perseguição religiosa, e a chamaram de "propaganda do Ocidente". As notícias sobre esse ataque chegaram em meio a uma nova onda de opressão aos cristãos no Vietnã.

O pastor Nguyen foi um dos seis menonitas presos, depois de um incidente em março de 2004.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE