Jardineiro de igreja é baleado durante tiroteio

| 30/05/2006 - 00:00


O jardineiro da Igreja Batista em Gaza foi baleado em 22 de maio, em um fogo cruzado durante o confronto de forças islâmicas quando estava dentro da biblioteca da igreja. Mohammed Abu Aetoh foi hospitalizado em condição crítica depois que uma bala que atravessou a janela da Biblioteca Cultura e Luz ricocheteou e atingiu suas costas, relatou o pastor da Igreja Batista em Gaza, Hanna Massad. Um médico, membro da Igreja Batista em Gaza, cuidou de Mohammed no hospital.
 
"Nós não sabíamos dos detalhes", disse Massad. "Foi um caos, um dia terrível. O Hamas e a polícia da Autoridade Palestina trocaram tiros."
 
Sobre a condição de Mohammed, Massad afirmou no dia seguinte ao incidente: "Hoje ele está estável. Graças a Deus que não atingiu a medula espinhal. Os médicos disseram que felizmente ele está fora de perigo."
 
Novas ondas de violência ocorreram nessa estreita faixa de terra cerca pelo Mar Mediterrâneo a oeste, pelo Egito ao sul, e por Israel. Israel freqüentemente retalia os ataques de homens-bombas palestinos e os mísseis lançados contra o território israelense atacando supostos terroristas com suas próprias armas, aviões F16 e helicópteros Apache. Esses ataques têm como objetivo intimidar a comunidade de Gaza 24 horas por dia, e comumente ferem ou matam transeuntes inocentes, ressaltou Massad.

Violência assustadora
 
No violento caos que se instalou em Gaza nos últimos dias, a polícia da Autoridade Palestina (PA) do partido Fatah do antigo líder palestino, Yassar Arafat, entrou em confronto com partidários do Hamas. Os palestinos recentemente elegeram para liderar o governo o Hamas, que é responsável pela maioria dos atentados com homens-bombas em Israel.

Essa violência entre os palestinos durou mais de uma semana. Massad, nativo de Gaza, descreveu como sendo a pior que ele já viu. "Foi assustador porque chegou perto de nossas instalações", disse Massad.
 
A biblioteca, o único lugar onde as pessoas que moram em Gaza podem pegar livros cristãos, ocupa os primeiros de dois andares do prédio de seis andares da igreja. Os outros andares são ocupados por uma clínica de exames para câncer de mama, por um alojamento de professores visitantes, e pelo santuário da igreja, que agora está localizado em uma casa alugada perto do Parlamento Palestino. O novo prédio está do outro lado da rua em que estão localizadas a Autoridade Palestina e a delegacia de polícia.
 
Os cristãos de Gaza são afetados "como o resto das pessoas da sociedade", disse Massad. "O que afeta a sociedade nos afeta também. As pessoas estão irritadas com o que está acontecendo porque está ficando inseguro e muito perigoso." Massad ressaltou que o tiroteio de 22 de maio matou um motorista do embaixador jordaniano e deixou oito pessoas feridas.
 
Até o momento, nenhum evangélico de Gaza foi morto ou ferido. O jardineiro da Igreja Batista de Gaza, Mohammed, é muçulmano.

Bênção e luz
 
Perguntado sobre como os cristãos podem orar pelos moradores de Gaza nesta situação difícil, Massad respondeu, "Por segurança e para Deus nos dar sabedoria para sermos bênção e luz no meio deste céu tempestuoso".
 
Por causa do corte de fundos que Israel e nações do ocidente realizaram contra o governo palestino do Hamas, muitos trabalhadores de Gaza estão sem pagamento há três meses. "Deus nos ajudou para que ajudássemos muitas pessoas com comida e trabalho de apoio", disse Massad. A Missão Cristã para Gaza, uma organização de ajuda que Massad lidera, está entre grupos evangélicos que doam comida para pessoas famintas, especialmente em campos de refugiados.
 
Deus respondeu a oração pela livraria da Sociedade Bíblica da Palestina, que sofreu ameaça de bomba em fevereiro se o ministério não parasse imediatamente seu trabalho. Apesar dos mentores das ameaças não terem sido identificados, a loja reabriu em março e continua seu trabalho sem incidentes, declarou Massad. "Algumas pessoas ainda não estão satisfeitas com o que nósestamos fazendo", ele disse. "Às vezes pessoas da mesquita dizem à comunidade, Não tratem com este grupo, e coisas deste tipo. Mas em geral eles continuam fazendo o que precisam apesar das dificuldades".


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE