Autoridades egípcias reforçam segurança em igrejas após ataque

| 17/04/2006 - 00:00


As autoridades egípcias reforçaram hoje as medidas de segurança em torno dos templos de culto cristão em todo o país, após os ataques contra vários fiéis em três igrejas da Alexandria na sexta-feira passada.

Segundo testemunhas, a Polícia mobilizou efetivos policiais ao redor das igrejas do Cairo, da Alexandria e de outras localidades do país, onde a comunidade copta celebra a Semana Santa segundo o calendário ortodoxo.

Os fiéis que querem entrar nos templos cristãos têm que mostrar sua carteira de identidade, em que aparece seu credo religioso.

Estas medidas foram tomadas depois que na sexta-feira um desequilibrado mental matou um fiel e feriu outros sete em três igrejas da Alexandria, antes de ser capturado pela Polícia, segundo o Ministério do Interior.

No entanto, os coptas rejeitaram esta versão e fizeram uma manifestação no sábado, que terminou em um confronto entre cristãos, muçulmanos e policiais, em que um egípcio muçulmano morreu e várias pessoas ficaram feridas.

As autoridades egípcias proibiram o estacionamento de carros nas proximidades das igrejas para evitar novos atos de violência entre a maioria muçulmana e a minoria copta.

Uma jovem cristã que reside no Cairo disse à EFE que nenhum membro de sua família participará este ano das comemorações da Semana Santa por medo de que aconteça o mesmo que ocorreu na Alexandria.

Os coptas egípcios representam aproximadamente 10% dos 73 milhões de habitantes do país e a maioria deles vive nas províncias de Al Minia, Asiut e Sohag, no Alto Egito.Cristãos coptas atacados na pàscoa


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE