Cristãos protestantes sofrem mais violência na China

| 29/03/2006 - 00:00


A polícia chinesa prendeu o pastor protestante Lian Changnian, em 20 de março, quando ele ministrava um estudo bíblico numa igreja doméstica em Hubei. Ele foi preso diante de uma assistência de cerca 100 pessoas e foi levado para uma prisão da cidade, onde permanece detido. A notícia foi divulgada pela Associação de Ajuda à China (CAA, sigla em inglês), uma organização não-governamental sediada nos Estados Unidos que monitora a liberdade religiosa na China.

A mesma organização afirmou que outros 15 líderes de igrejas domésticas protestantes também estão na prisão. Eles foram presos em 13 de março, na província de Henan. Entre eles está um evangelista de apenas 15 anos.

Depois de prendê-los a polícia os agrediu com bastões eletrificados e um dos 15 cristãos, o pastor Li Gongshe, teve de ser levado às pressas para o hospital de Mengzhou para tratar de uma fratura na costela que o impedia de respirar. O pastor ainda está no hospital e não há notícias de seis dos detidos. A acusação contra eles todos é: "membros de culto diabólico ilegal".

Dois renomados advogados chineses aceitaram defender o caso: Zhang é diretor do escritório de advocacia Jingding, em Pequim, e Fan é professor de Lei Constitucional na Academia Chinesa de Ciências Sociais.

No mês passado, uma campanha visou às igrejas não-registradas de Xinjiang, resultando na prisão de dezenas de líderes cristãos. Em 20 de março, outras duas pessoas foram presas em Shanxi, e outros três pastores foram detidos no começo do mês.

Pequim permite a prática do cristianismo protestante apenas dentro do Movimento Patriótico das Três Autonomias (MPTA), a igreja ligada ao governo, fundada em 1950, depois da expulsão do país de missionários estrangeiros e líderes eclesiásticos, inclusive chineses.

Estatísticas oficiais revelam que há 10 milhões de protestantes na China, todos pertencentes ao MPTA. Acredita-se que os protestantes não-oficiais, que se reúnem em "igrejas domésticas", sejam mais de 50 milhões.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE