Sociedade Bíblica recebe ameaças e pede oração da Igreja

| 21/02/2006 - 00:00


Militantes armados ameaçaram explodir o prédio da Sociedade Bíblica na cidade de Gaza antes do final de fevereiro. Os militantes mascarados distribuíram panfletos contendo ameaças na área onde o Centro da Sociedade Bíblica está localizado. Os panfletos incluíam um alerta ao locador. Se ele não desapropriar a Sociedade Bíblica até 28 de fevereiro, eles irão explodir todo o prédio. Os militantes também avisaram os outros inquilinos que eles devem sair antes da mesma data ou suas vidas estarão em perigo.
 
 "Nós estamos levando isso a sério", disse o porta-voz da Sociedade Bíblica a Portas Abertas. "A seriedade do problema foi comprovada pelos explosivos que os militantes colocaram na porta da Sociedade Bíblica em 3 de fevereiro. Por volta das 23 horas, uma bomba explodiu, destruindo as portas de aço e vidro", ele acrescentou.

Os militantes querem que a Sociedade Bíblica encerre definitivamente suas atividades em Gaza e não se reinstale em nenhum lugar do território palestino. "Saibam que estamos vigiando vocês de perto", dizia um dos folhetos. "Vocês espalham um doutrina contra o Islã e estão fazendo campanhas evangelísticas, como cruzadas, apoiadas pelo ocidente", continuava o folheto.
 
A equipe da Sociedade Bíblica alertou as autoridades palestinas. "Nós informamos aos responsáveis pela segurança, assim como ao escritório do presidente palestino Mahmoud Abbas", disse o porta-voz da Sociedade Bíblica a Portas Abertas.
 
"Em seguida, pedimos à Igreja que nos coloque na presença do Senhor em oração por nós. Nós queremos confiar no Senhor e na sua proteção. Nós não queremos ceder às ameaças do inimigo", ele continuou.
 
Ao mesmo tempo, os líderes da Sociedade Bíblica assumiram a responsabilidade pela segurança da equipe de trabalho do centro, assim como dos vizinhos muçulmanos. "Eles estão apavorados com a ameaça. O locador veio até nós e pediu que fechássemos o centro por algum tempo!", disse o porta-voz.
 
Outro colaborador árabe enfatizou a importância da intercessão pela Sociedade Bíblica em Gaza. "Ameaças muito sérias contra a sociedade e seus colaboradores foram feitas por um grupo desconhecido", disse ele. "Isso é muito perigoso e sério. Por favor, orem e apóiem os cristãos de Gaza neste momento difícil."
 
Gaza tem uma população de 1,3 milhões de pessoas, quase todos muçulmanos. Existem apenas 2 mil cristãos em Gaza, 80% deles ligados à Igreja Ortodoxa Grega e mais de 10% à Igreja Católica. A Igreja Batista em Gaza tem aproximadamente 150 membros.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE