Indígenas cortam luz e água de mulher que se tornou evangélica

| 10/02/2006 - 00:00


Indígenas católicos de San Juan Chamula, suspenderam o serviço de água potável e energia elétrica de uma mulher que se tornou evangélica. A organização Asas de Águia condenou esse novo ato de intolerância religiosa.

Manuel Perez Gomes, representante dessa organização, disse que Pascuala Gomes, da comunidade Arvenza, trocou de religião porque foi curada da febre e da dor de cabeça que sentia em um culto evangélico. Algumas semanas antes ela havia dado quatro mil pesos a dois curandeiros tradicionais, que não conseguiram curá-la.

As autoridades católicas pretendem proibir a população de mudar de religião, para que as pessoas continuem a consumir o "posh" (aguardente). Com o vício, as pessoas se endividam e penhoram suas casas. As autoridades locais podem, então, despejá-las e apropriar-se de suas terras, como já aconteceu em outras comunidades.

As autoridades superiores não tomaram nenhuma providência sobre o assunto até agora.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE