Agência de refugiados da ONU resgata cristãos vietnamitas

| 18/01/2006 - 00:00


A agência de notícias BosNewsLife informou que a agência de refugiados das Nações Unidas resgatou 75 montagnards vietnamitas, cristãos em sua maioria, que fugiam da perseguição no Vietnã. Eles foram recolhidos no Camboja, conforme relatou a Australian Broadcasting Corporation (ABC) em 16 de janeiro.

Deborah Backus, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (UNHCR) no Camboja, disse que os 75 que procuravam asilo estão em um lugar no nordeste da província de Ratanakkiri sob a proteção da agência. Os relatórios vieram logo depois de uma reportagem feita por BosNewsLife sobre cristãos montagnards que estavam se recuperando no Natal, depois de terem sido torturados por forças de segurança vietnamitas.

O povo degar, chamado pelos colonizadores franceses de "montagnard" ou povo da montanha são indígenas do Planalto Central, mas foram acusados pelas autoridades comunistas de seguir uma "religião norte-americana" e de cooperar com as tropas dos EUA durante a Guerra do Vietnã.

A organização Montagnard Foundation Incorporated (MFI - Fundação Montagnard), que tem contatos próximos com os cristãos no Planalto Central, disse ao BosNewsLife que ao menos 27 pessoas foram detidas e torturadas" no país desde novembro, enquanto tropas vietnamitas ocuparam cerca de 60 vilas na região.

Operações militares
Segundo fontes de igrejas, as forças de segurança vietnamitas têm conduzido contínuas operações militares em dezembro para evitar as celebrações de Natal no Planalto Central do Vietnã.

A perseguição do grupo tem suas raízes em 2001, quando a maioria dos montagnards cristãos começou a fugir para o Camboja depois que as forças de segurança reprimiram protestos no Planalto Central por direitos agrários e questões religiosas.

Cerca de mil deles foram mandados para os Estados Unidos, enquanto um número desconhecido de outros foi mandado de volta para o Vietnã, onde grupos de direitos afirmam que eles enfrentam prisão e hostilidade por fugir do país. O fracasso dos montagnards em conseguir o status de refugiados geralmente está ligado à falta de informação sobre seus direitos, providenciado pelo UNHCR", alertou a MFI há pouco tempo.

Novos protestos

Em abril de 2004, milhares foram mais uma vez às ruas, desencadeando outra repressão e um segundo êxodo, que viu centenas de fugitivos procurando asilo no Camboja, conforme relatou a ABC.

Deborah Backus disse à ABC que as últimas pessoas que chegaram estão saudáveis e serão enviadas para a capital do Camboja, Phnom Penh, na semana que vem.

No ano passado, 598 refugiados montagnards do Vietnã foram realocados, principalmente nos Estados Unidos, bem como na Finlândia e Canadá, segundo a ABC.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE