Estados Unidos comemoram Dia da Liberdade Religiosa

| 16/01/2006 - 00:00


Declarando que os Estados Unidos se opõem à discriminação religiosa de todas as formas e assegurando que "o direito à liberdade religiosa é um fundamento dos Estados Unidos", o presidente George W. Bush, em uma declaração publicada pela Casa Branca em 13 de janeiro, designou o dia 16 de janeiro para ser o Dia da Liberdade Religiosa.

O presidente pediu aos norte-americanos para "refletirem sobre a grande bênção que é a liberdade religiosa, para se empenharem a preservar essa liberdade pelas futuras gerações e para comemorar esse dia com os eventos e atividades apropriados em suas escolas, templos, vizinhanças e casas".

Na declaração, o presidente dos Estados Unidos citou os esforços de seu país para promover a liberdade religiosa em todo o mundo, e louvou o progresso alcançado nos últimos anos, particularmente no Vietnã, Laos, Índia, Geórgia e nos Emirados Árabes Unidos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE