Cristão escapa de acusação de "conversão forçada"

| 23/11/2005 - 00:00


Lawrence Rao, um cristão da cidade de Jabalpur, em Madhya Pradesh, escapou por pouco de ser acusado depois que extremistas hindus o acusaram de tentar converter Jagdish Costa, um aldeão hindu.

"No dia 6 de novembro, cerca de 15 pessoas, juntamente com alguns policiais, atacaram uma reunião de oração em nossa casa por volta das 13 horas", contou Lawrence a Compass. "Assim que os extremistas entraram na casa, começaram a gritar: Quem são as pessoas de Jesus que vieram para aqui para conversão? Então eles tentaram nos agredir fisicamente, mas a polícia interveio e nos salvou."

A polícia levou Lawrence, sua esposa e Jagdish para a delegacia. No caminho, os extremitas continuaram a ameaçá-los e insultá-los. "Eles também tentaram pressionar Jagdish a dizer que nós tínhamos entrado à força em sua casa para convertê-lo", disse Lawrence.

Jagdish negou categoricamente que tivesse sido forçado a se converter ao cristianismo, e disse à polícia que tinha começado a participar das reuniões de oração depois que Lawrence orou pelo seu filho de 10 anos e ele foi curado.

A polícia libertou Lawrence, sua esposa e Jagdish depois de mantê-los na delegacia por cerca de seis horas. Depois eles telefonaram para Lawrence às 3h30 da madrugada pedindo que ele fosse à delegacia. Um cristão local, que pediu para se manter anônimo, disse que cerca de 200 membros do Viswa Hindu Parishad (VHP ou Conselho Mundial Hindu) a sua ala jovem, o Bajrang Dal, cercaram a delegacia naquela noite exigindo a prisão de Lawrence.

Lawrence e Jagdish prestaram suas respectivas declarações na delegacia de polícia e foram libertados sem acusações às 16 horas.

Arun Mishra, chefe da Superintendência de Polícia do distrito de Gorakhpur, disse a Compass que Lawrence era inocente.

Lawrence Rao, um funcionário do governo aposentado e membro da igreja Jeevan Jyoti, estava abalado com esses eventos. "Eu nunca recebi oposição como essa antes", ele disse. "Muitas pessoas acreditam em orações e nos pedem para orar por elas".

Os extremistas do RSS e do Bajrang Dal tinham anteriormente atacado uma reunião de oração organizada pela igreja Jeevan Jyoti na aldeia de Dhanora, no dia 23 de fevereiro, ferindo seriamente um cristão convertido de 65 anos.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE