Oração pelos norte-coreanos

| 18/09/2005 - 00:00


Levando em consideração as severas restrições aos direitos humanos sofridas pelos norte-coreanos, um grupo de direitos humanos, com sede no Reino Unido, Christian Solidarity Worldwide (CSW - Solidariedade Cristã Mundial), convidou as igrejas de todo o mundo a se unirem em uma semana de oração pelo país.

A Semana de Oração pela Coréia do Norte acontecerá dos dias 19 a 25 de setembro deste ano. Durante essa semana também haverá o Dia Internacional de Oração pela Paz, em 21 de setembro, estabelecido pelo Conselho Mundial de Igrejas (WCC), o qual convida o mundo a orar por um fim à violência e injustiça, particularmente nos países da Ásia.

"A imensidão da necessidade e a profunda escuridão espiritual na Coréia do Norte requerem oração urgente e intensa feita pelo Corpo de Cristo", disse o chefe executivo da CSW, Mervyn Thomas.

O grupo tem trabalhado há já bastante tempo em questões de direitos humanos na Coréia do Norte. Ela descreve agora o país como a "mais fechada de todas as sociedades no mundo hoje".

Não apenas não há liberdade de pregar o Evangelho como também toda a nação é forçada a reverenciar os líderes "em uma forma de idolatria que relembra a imposta por Nabucodonosor nos tempos de Daniel", segundo relatou a CSW

A organização acrescenta que aqueles que adotam ou compartilham a fé cristã estão sujeitos a penalidades extremamente duras, tais como execução ou prisão. Cada membro da família de um cristão corre o mesmo risco sob o conceito odioso de culpa por associação.

As prisões na Coréia do Norte estão em condições horríveis. Os prisioneiros sofrem de terror, abuso desumano, violência, trabalho forçado e fome. Na verdade, poucos conseguem sobreviver.

Mesmo dentro desse ambiente bárbaro, a organização revela: "Os cristãos são selecionados para um tratamento particularmente mais duro, recebendo os trabalhos mais perigosos e anti-higiênicos e estão sujeitos a pressão e abuso contínuos".

O chefe executivo da entidade conclui: "Não conhecemos nenhum país no qual a repressão do estado ao cristianismo seja tão completa e violenta".

"Por décadas, a necessidade desesperada do povo norte-coreano permaneceu escondida e esquecida devido ao isolamento e repressão severa contra aqueles que pudessem vir a falar", Mervyn disse.

A CSW apela à Igreja para orar fervorosamente até que "a imposição forçada de idolatria, a supressão violenta da fé e as muralhas da escuridão e repressão desmoronem".

A organização também pediu o apoio de todos os cristãos, encorajando-os a "lembrar daqueles nas prisões como se vocês fossem seus companheiros de prisão, e daqueles que são maltratados como se vocês mesmos estivessem sofrendo", como está escrito em Hebreus 13.3.

Texto enviado por Daila Fanny.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE