Coligação rejeita ações para cercear liberdade religiosa

| 19/09/2005 - 00:00


O chefe da Coligação Islâmica Al Menber de Bahrain, dr. Salah Ali, recusou projetos ou observações que possam controlar a liberdade de culto, sacramentada pelas leis de Barein e pela Constituição.

Referindo-se à observação do deputado Jassim Al Saedi para incluir procissões religiosas nas reuniões de projeto de lei, dr. Salah disse que tal comentário não seria apoiado pela maioria da coligação.

Dr. Salah também fez objeção às tentativas de cortar a liberdade do povo para praticar seus credos, e disse que tais tentativas podem ter um impacto negativo na segurança nacional.

Ele ressaltou a necessidade de aumentar o conhecimento público sobre o conceito de liberdade de expressão.

"A reforma do Reino tem dado a cada um de nós mais liberdade para expressar nossas opiniões sobre vários assuntos da vida; mas tal liberdade não deve violar os direitos dos outros", ele disse.

Dr. Salah acentuou o papel da mídia na divulgação da informação sobre o significado da liberdade e das reformas econômicas e políticas do país. "Devemos pedir por um exercício judicioso e responsável da liberdade, para proteger o direito dos cidadãos e criar um equilíbrio entre as necessidades dos indivíduos e os requerimentos gerais do Reino".

Ele disse que o verdadeiro significado da liberdade deve ser ensinado nas escolas e universidades para informar os jovens que a sua liberdade poder ser restringida se afetar os interesses dos outros.

O deputado disse que proteger e preservar a segurança é o dever de todos os cidadãos e não apenas da polícia.

Ele disse que o público deve rejeitar qualquer prática que possa afetar a estabilidade do Reino, incentivando as pessoas a participar de reuniões e demonstrações pacíficas e a evitar o envolvimento em atividades violentas.

Texto enviado por Daila Fanny.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE