Autoridades fecham igreja

| 05/09/2005 - 00:00


No último dia 27 de agosto, as autoridades locais interditaram uma igreja de 500 membros em Ho Chi Minh. A igreja tentou obter um alvará para celebrar as reuniões desde o seu início, oito anos atrás.

Eric Dooley, pastor da Comunidade Nova Vida, disse que a polícia do Bairro 5 ordenou que a igreja fosse interceptada porque não tinha alvará - embora o governo tivesse repetidamente ignorado os esforços da igreja Nova Vida de obter o alvará para adorar.

Durante os últimos oito meses, a congregação se encontrava no Hotel Windsor Plaza, na região An Dong, da cidade de Ho Chi Minh. Composta de pessoas oriundas de várias nações, a igreja realizava os cultos nos domingos. Dooley permaneceu do lado de fora do hotel onde a igreja estivera adorando para informar àqueles que comparecessem que não poderiam se encontrar naquele local.

"Mandar centenas de adoradores embora na frente da igreja é algo que nenhum pastor deveria fazer", disse Dooley em um e-mail aos seus apoiadores. "Os olhares chocados e de incredulidade, as lágrimas e perguntas, foram muito dolorosos".

Ao mesmo tempo, Dooley recebeu uma intimação para ir até a imigração. "Eu tive que enfrentar minhas próprias lágrimas e as da minha esposa e de meus filhos pela perspectiva de ter de sair do meu amado Vietnã".

Entretanto, quando Dooley se encontrou com os oficiais da imigração no domingo à tarde, eles somente pediram as cópias das cartas que ele havia enviado ao governo e lhe disseram para conseguir o alvará no Departamento de Assuntos Religiosos - algo que Dooley já fez regularmente durante oito anos, segundo ele.

A iniciativa do fechamento da igreja parece ter iniciado entre as autoridades locais e não parece ser uma ação do governo nacional contra a igreja, segundo Dooley.

No encontro com o representante do Comitê dos Assuntos Religiosos da cidade na segunda-feira, entretanto, Dooley enfrentou hostil oposição - o oficial declarou que ninguém fora do Vietnã se importava que a cidade tivesse fechado a igreja dele. Dooley comentou em um e-mail: "Eu senti como se o diabo estivesse dizendo Vocês não podem fazer nada!".

Na segunda-feira, o pastor também se encontrou com os oficiais consulares dos Estados Unidos que o aconselharam a não falar nada sobre o fechamento e a obrigação do Vietnã a tomar uma posição que não o expusesse.

"Precisamos humildemente buscar a intervenção de Deus", disse Dooley, "e negociar humildemente com as autoridades vietnamitas, na esperança de que possamos cessar com a atual tensão e encontrar uma maneira de registrar a igreja".

"A igreja Nova Vida continuará a funcionar através dos pequenos grupos que se encontram em casas durante a semana, embora muitos outros grupos terão que ser abertos", disse o pastor.

"Quero deixar claro que tudo o que estamos fazendo está às claras, como sempre, e não estamos tentando esconder nada", disse ele.

Os diáconos da igreja discutirão a possibilidade de iniciar vários encontros em casas aos domingos, até que a congregação possa se encontrar novamente em público. "O homem pode impedir a Igreja de adorar em grupo no domingo", disse Dooley no e-mail, "mas o homem não pode exterminar a Igreja!".

Uma outra igreja internacional protestante, a Comunidade Internacional Hanoi, se encontra em Hanoi sob circunstâncias parecidas por muito mais tempo do que a Comunidade Nova Vida em Ho Chi Minh City. A igreja se reuniu no domingo passado sem nenhuma eventualidade.

O fechamento vem em um momento em que o Vietnã está tentando arduamente convencer o mundo, especialmente os Estados Unidos, de que está aprimorando sua liberdade religiosa.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE