Extremistas hindus lançam campanha de "reconversão"

| 17/08/2005 - 00:00


Extremistas hindus lançaram uma campanha em massa para "reconverter" cristãos da casta dalit no estado de Uttar Pradesh.

Os dalits (intocáveis) fazem parte da casta mais baixa da sociedade na Índia. Muitos deles saíram do hinduísmo para escapar do ostracismo e da discriminação imposta pelo sistema de castas.

O Conselho Mundial Hindu (VHP) planeja converter pelo menos 80.000 cristãos dalits de volta ao hinduismo na região de Agra até o final deste ano, de acordo com as notícias.

Agra é composta por sete distritos, incluindo a parte turística onde fica localizado o Taj Mahal, uma das sete maravilhas do mundo antigo. Na região vivem 638.000 dalits.

O anúncio do plano, batizado de "regresso ao lar", veio no momento de uma pesquisa conduzida pelas organizações hinduístas em Agra. A pesquisa que indicava que mais de 200.000 dalits converteram-se ao cristianismo.

"Quase 90% dos dalits da comunidade Valmiki foram batizados", relatou o jornal "Pioneer" em meados de julho.

Indrajit Arya, coordenador geral da Hindu Jorgran Bibhag, braço do VHP, disse que várias pessoas que se converteram ao cristianismo continuam com os costumes hindus.

"As mulheres continuam com o hábito do jejum karwachauth (jejum anual feito pelas esposas para seus maridos)", afirmou ele.

O "Pioneer" informou que o VHP já teria "reconvertido" mais de 18.000 cristãos dalits na região de um ano pra cá.

John Dayal, membro do Conselho Nacional de Integração e presidente da All Christian Council, disse ao Compass que ficou surpreso com os objetivos do VHP.

"A que casta pertencerão esses dalits depois de tornarem-se hindus?" indagou Dayal. "Será que o VHP elevará todos eles para a maior casta, para que vivam com dignidade? Ou eles serão forçados a viver novamente nos guetos?".

Ao contrário das alegações dos grupos hinduístas, Dayal disse que Agra tinha uma população cristã de não mais de 100.000 pessoas. "Entretanto, carrega uma tradição cristã de quatrocentos anos", reconheceu ele.

Ele também discordou da palavra "reconversão", termo que "não possui base teológica nem jurídica no país". De acordo com Dayal, a maioria dos dalits é animista por tradição ou segue religiões tribais e portanto, não podem ser "reconvertidos" para o hinduísmo.

"Essas cerimônias de regresso ao lar fazem parte de uma estratégia de grupos fundamentalistas baseados no engano e na coerção, e muitas vezes feitas sob a supervisão de homens armados", continuou ele.

"Espero que um dia os governos estaduais e federal acordem para esse perigo, e, em vez de perseguir indianos evangélicos e sacerdotes, comecem a agir contra esses extremistas".

Oprimidos pelas castas superiores há séculos, os dalits geralmente são receptivos ao evangelho. Eles são aproximadamente 60% da população cristã, que é de cerca de 24 milhões, de acordo com o censo de 2001.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE