Grupos islâmicos no Brasil tentam se afastar de radicais

| 03/02/2005 - 00:00


As entidades da comunidade islâmica brasileira, que se mobilizaram para ajudar o engenheiro brasileiro seqüestrado no Iraque, têm se esforçado para evitar qualquer relação entre os muçulmanos no Brasil e o extremismo de grupos radicais.
"Nossa grande preocupação é cuidar para que nenhuma dessas entidades esteja ligada a qualquer grupo radical", afirma Mohamed Zoghbi, diretor da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil. "É uma preocupação nossa tentar eliminar essa imagem de radicalismo."

Leia mais na BBC


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE