Zelador é morto em roubo de equipamentos da Universidade Luterana

| 02/02/2005 - 00:00


O zelador da Universidade Luterana de El Salvador, Manuel de Jesús Martinez, 46 anos, foi encontrado morto, dependurado numa árvore e com sinais de tortura. A morte do zelador comoveu a sociedade, pois o crime foi cometido segundo métodos usados pelos esquadrões da morte durante a guerra civil. Os assassinos também roubaram a Universidade.

Esses fatos não deveriam ter espaço na nossa sociedade, nem em qualquer outra, comentou, indignado, o bispo Martín Barahonda, da Igreja Episcopal Anglicana e presidente do Conselho Nacional de Igrejas (CNI) de El Salvador. Ele manifestou solidariedade à família do zelador, à igreja e universidade luteranas.

El Salvador passou por uma guerra civil que terminou há 13 anos. Na época, eram cometidos 15 assassinatos por dia, em média. Agora, o número, em tempos de paz, é de dez pessoas por dia.

A Universidade Luterana surgiu para prestar serviços educacionais aos setores mais frágeis e de menos recursos da sociedade. Ela está inserida na zona sul da capital, num dos bairros mais populares de San Salvador.

O reitor da Universidade, pastor Héctor Fernández, disse que o assassinato do zelador lembra o modo de procedimento dos esquadrões da morte e parece um sinal para nos amedrontar.

Manuel era pobre, foi despedido da empresa em que trabalhava. Desde o ano passado, integrava a comunidade luterana de San Lorenzo, assentamento que surgiu depois dos terremotos, e passou a trabalhar na zeladoria da Universidade. Ele tinha dois filhos e duas filhas.

A Universidade ainda não tem um levantamento completo de tudo o que os assassinos roubaram. A polícia investiga o crime e o roubo. Os assassinos levaram mais de 30 computadores, três aparelhos de televisão, dinheiro, aparelho de som, ferramentas e um micro-ônibus escolar. O carro foi encontrado horas mais tarde nas proximidades da casa do reitor.

A Igreja Episcopal de El Salvador invocou todas as organizações sociais para que repudiem a violência e colaborem financeiramente com a Igreja Luterana. O arcebispo luterano da Finlândia, Jukka Paarma, que visita San Salvador, foi até a Universidade e expressou consternação pelo crime.


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE