Monge tibetano tem pena de morte trocada por prisão perpétua

| 30/01/2005 - 00:00


Um alto tribunal da província de Sichuan, no sudoeste da China, comutou por prisão perpétua a pena de morte de um monge tibetano acusado de participar de atentados terroristas, informou a agência Xinhua.

Segundo a fonte oficial chinesa, A"an Zhaxi, também conhecido como Tenzin Delek Rinpoche, a comutação da pena se deveu ao monge não ter violado intencionalmente a lei à qual esteve submetido durante os dois últimos anos à espera da sentença definitiva.

O monge foi acusado e condenado em dezembro de 2002 à morte por atentar com explosivos e efetuar atividades separatistas em dezembro do 2002 por um tribunal de primeira instância de Garze, ao oeste de Sichuan.

Leia mais no UOL


Sobre nós

Uma organização cristã internacional que atua em mais de 60 países apoiando os cristãos perseguidos por sua fé em Jesus.

Instagram

© 2021 Todos os direitos reservados

INÍCIO
LISTA MUNDIAL
DOE